• comercioenoticias

VOLTAR À NORMALIDADE? COM SERVIÇOS PÚBLICOS DE QUALIDADE


O Movimento de Utentes dos Serviços Públicos (MUSP) já se manifestou sobre o levantamento do estado de emergência, que irá ocorrer em breve, através de um comunicado que abaixo transcrevemos na íntegra:

“Anunciado o previsível levantamento de algumas das medidas impostas, importa garantir que os Serviços Públicos têm as condições necessárias para responder às populações. O que implica acabar com o subfinanciamento e contratar os trabalhadores em falta para uma oferta de serviços públicos de qualidade, prestada em condições de segurança mais exigentes.

O reconhecimento generalizado aos trabalhadores dos serviços públicos, com destaque natural para os trabalhadores da Saúde, mostra o papel destes trabalhadores na sociedade, em sentido contrário à sua desvalorização, imposta durante anos a partir dos centros ideológicos ao serviço dos grandes grupos económicos.

O retorno à normalidade só será possível com um Serviço Nacional de Saúde reforçado, com mais profissionais, meios e equipamentos, para dar resposta a sobrelotação das urgências, aos atrasos nas consultas de especialidade, ao encerramento de valências e serviços de proximidade. O Movimento dos Utentes dos Serviços Públicos exige a tomada de medidas para garantir todas as condições de segurança no acesso aos serviços de Saúde, bem como um plano de recuperação das listas de consultas de especialidade que foram interrompidas devido à crise de Saúde Pública que atravessamos. A situação não passa, como alguns querem fazer crer, com a entrega de recursos públicos a privados, mas sim com o claro reforço do investimento no Serviço Nacional de Saúde.

As várias empresas de transporte público têm um papel fundamental a desempenhar na retoma da normalidade, mas têm que garantir todas as medidas de segurança para os seus trabalhadores e Utentes. Não podemos continuar a assistir a carruagens e autocarros sobrelotados, em que não é possível manter qualquer distância de segurança. A frequência dos transportes públicos não podia ter sido diminuída como foi, antes pelo contrário, deve aumentar em relação à situação pré-epidémica, para dar resposta às necessidades dos Utentes, que já se colocavam e às novas questões de segurança.

Os CTT sob gestão privada já não respondiam ao serviço postal em condições normais, e assistimos ao agravar das suas deficiências na situação extraordinária que vivemos. A empresa CTT acumula reclamações, atrasos, correspondência transviada, tempos de espera absurdos. Só a dedicação dos seus profissionais mantive os serviços essenciais a funcionar. É necessário reabrir as estações, postos de correio e retomar o controlo público dos CTT, pois o serviço postal é cada vez mais essencial.


PUB.


No dia-a-dia e, como podemos constatar, nas horas mais difíceis, são os Serviços Públicos o garante da nossa vida em sociedade e um fator fundamental para a diminuição das desigualdades. São os Serviços Públicos, tantas vezes mal tratados, que garantem o funcionamento do País e são estes que irão ter um papel fundamental no momento da progressiva normalização pelo qual todos ansiamos, ainda mais quando se verificam cortes nos salários e no rendimento das famílias resultante do cancelamento de atividades e da prática do layoff (incluindo de empresas privadas de serviço público, que, para protegerem lucros, mandaram para casa trabalhadores essenciais). Assim, o Movimento dos Utentes dos Serviços Públicos exige a tomada de medidas que garantam fortes e eficazes Serviços Públicos no setor da Saúde, dos Transportes, do Serviço Postal e demais Serviços Públicos, de modo a que sejam salvaguardadas as medidas de segurança e restabelecida a confiança no seu acesso.

Voltamos a saudar todos os profissionais dos Serviços Públicos, da Administração Central e das Autarquias, da Economia Social e das empresas que assumem funções de Serviço Público, que têm dado o seu melhor para chegar a todos, com respostas novas e à dimensão do desafio que nos foi colocado enquanto sociedade”.

Grupo Permanente do Movimento dos Utentes de Serviços Públicos


PUB.


49 visualizações

1/9

1/10

1/7

1/8

1/9

onde comer

1/5

Periodicidade: Diária

9/29/2020

coronavirus.jpg
bannered.png

©2020 por Comércio & Notícias