Periodicidade: Diária

10/2/2022

  • comercioenoticias

UTENTE DO LAR GOLDEN HAVEN CONFECIONA PEÇAS DE ROUPA PARA OFERECER A CRIANÇAS DE MOÇAMBIQUE


Maria Emília Silva, natural de Lisboa entrou para o Lar Golden Haven, em Almoster, concelho de Santarém, em abril de 2020. Trata-se de uma senhora muito querida que aos poucos foi conquistando todos pela sua simpatia e com os seus trabalhos de costura, bordados e trabalhos manuais. “É uma senhora bastante ativa, com umas mãos de fada e com um dom gigante para este tipo de trabalhos”, salienta uma animadora sociocultural daquele lar.

Antes de se reformar, Maria Emília Silva, trabalhava na área de porcelana e louça, nomeadamente, na fábrica da Vista Alegre, onde a sua função passava por fazer a decoração das montras, profissão essa que na altura era conhecida como demonstradora, no entanto, a sua verdadeira paixão sempre foi a costura. Paixão, da qual nunca fez carreira porque preferiu dedicar o tempo à sua filha que na altura era uma criança.

Mesmo assim, esse ofício nunca ficou adormecido, e no seu tempo livre a D. Emília dedicava-se sempre a fazer lindas peças de vestuário. Desta forma, e partilhando o gosto pela costura, uma das suas amigas juntou-se a ela, e dai nasceu um pequeno projeto entre ambas, consistindo este em fazerem várias peças de vestuário para entregarem nas Igrejas para que estas chegassem às crianças mais carenciadas de Lisboa.


PUB.


Nestes últimos meses onde os contactos com as famílias são mais escassos ou espaçados no tempo, é na companhia de tecidos, tesouras, agulhas e linhas que a D. Emília passa a maior parte do seu tempo, ora a fazer pequenos trabalhos para as funcionárias, ora para os seus familiares. Um dia, após ouvir as notícias surgiu-lhe a ideia de voltar a pegar no projeto. Pediu opinião à sua filha acerca deste projeto, tendo esta concordado com agrado.

Após ter apresentado a proposta aos elementos da Equipa Técnica do Lar Golden Haven, que de imediato concordaram com entusiasmo, a D. Emília pôs mãos à obra. Pegou nos tecidos que ainda tinha em casa e nos vários moldes, e as peças de roupa começaram então a surgir umas atrás das outras. Estas peças foram endereçadas para os alunos de uma turma de uma escola em Moçambique, país com o qual o gerente do Lar tem uma estreita ligação, tendo sido estas peças entregues em mão pelo próprio.

Esta é a concretização do sonho da D. Emília que com tanto gosto costurou cada uma das peças que agora são tão úteis a estas crianças de Moçambique.


PUB.


1.416 visualizações0 comentário

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/10

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/5

press to zoom
Lino Martins - site
Lino Martins - site

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/9

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/7

onde comer

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/11
telefonesuteis.jpg
bannered.png
Gina Morais.png
RIOGRAFICA.jpg