Periodicidade: Diária

11/28/2022

  • comercioenoticias

TOMAR: FEIRA DE SANTA IRIA COM CONCERTOS DE PEDRO ABRUNHOSA, DAVID CARREIRA, HMB E NÉMANUS


Uma vasta e eclética programação musical com concertos gratuitos na Várzea Grande e uma nova disposição dos espaços entre esse local e o Mercado, são as grandes novidades da Feira de Santa Iria, que regressa a Tomar de 14 a 23 de outubro, após dois anos de interregno forçado. Outra novidade relevante é que pode acompanhar toda a programação, conhecer o recinto e saber tudo o mais que precise sobre o certame no seu site oficial www.feirasantairia.pt.

A apresentação foi feita na tarde da passada segunda-feira pela vereadora Filipa Fernandes, que salientou o facto de, apesar da aposta nalguns nomes sonantes da música portuguesa, a programação da Feira ter sido feita com o objetivo de dar igualmente destaque aos músicos do concelho.

Aida assim, será inevitável registar os nomes de Pedro Abrunhosa, David Carreira, HMB e Némanus como cabeças de cartaz dos dez dias do certame. Mas os tomarenses Motherflutters, Cavalo Amarelo, Ricardo José ou FH5 não lhes ficam atrás, para citarmos só alguns dos nomes que animarão as noites da Várzea.

E, mesmo no contexto da Feira, haverá também momentos mais intimistas como o Projeto IRIA, de OMIRI, uma espécie de alter ego de Vasco Ribeiro Casais; o grupo nabantino Saltimbancos, que vai fazer um concerto para utentes das IPSS’s; ou a apresentação do livro “Iria – Uma fantasia visigótica” de Carlos Trincão.


PUB.


Num vasto programa onde não irão faltar atividades para os mais novos, que serão igualmente os protagonistas principais da procissão de Santa Iria, na manhã de dia 20 (que culminará com o lançamento de pétalas ao rio, em memória do martírio da padroeira), registo igualmente para o concerto final, às 18 horas de 23 de outubro, com a Banda Iria, um inusual ensemble com músicos de todas as filarmónicas tomarenses.

Em termos práticos, o recinto do Mercado acolhe o parque de diversões e as tasquinhas; no passadiço junto à Casa dos Cubos fica o artesanato; na Rua dos Arcos, o comércio em geral; no estacionamento lateral do Palácio da Justiça, a nascente, a Feira das Passas; em frente ao Tribunal os automóveis e máquinas agrícolas; no claustro do Convento de S. Francisco, o Espaço Iria, para atividades mais intimistas; e na ampla praça da Várzea, além do palco principal, os produtos locais e regionais, street food, bares e mostra associativa.

Razões de sobra para que ninguém falte a uma Feira que, apesar de vários séculos de idade, se tem vindo a adaptar, cada vez melhor, à realidade do século XXI.


PUB.


161 visualizações0 comentário

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/5

press to zoom
Lino Martins - site
Lino Martins - site

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/7

onde comer

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/9
telefonesuteis.jpg

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/9

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/9
bannered.png
314012987_493269782858541_8091892627052110800_n.jpg
Gina Morais.png
RIOGRAFICA.jpg