Periodicidade: Diária

5/28/2022

  • comercioenoticias

SOCIALIZAÇÃO PRIMÁRIA I

Atualizado: 6 de abr.


É um tema que acompanha o meu pensamento há já alguns anos. Está interligado com a educação de um filho e toda a sua complexidade. Não sou Pai, não sou psicólogo. Tenho noção disso e que não há Pais perfeitos, que erram e acertam, dando o seu melhor e, igualmente, não há educações perfeitas. Acredito, sim, que umas trazem mais benefícios do que outras. Mas vou escrever, cingindo-me a um único ponto que para mim parece claro: o que é passado nos primeiros 2 anos na vida de um bebé é extremamente importante, mas não decisivo na sua estruturação e daí a construção que fará do seu futuro.

Como não tenho livros sobre a matéria baseei-me numa pesquisa rápida pela internet para chegar o mais objetivamente possível à sua definição: “O processo de socialização refere-se ao contacto entre pessoas através do qual aprendemos e aceitemos e integramos uma série de padrões de comportamento e nos adaptamos a eles (…)”. Dentro da Socialização há primária e a secundária. Mas, como já referi anteriormente, abordarei a primária e dentro desta só até aos dois anos de idade, para já. Há quem refira que vai até aos 12 anos. Sinceramente, não sei. A primária é definida como a que “(…) ocorre no contexto familiar da pessoa. Em seguida ocorre em instituições educacionais nas quais o indivíduo começa a gerar outros relacionamentos com amigos e colegas, fora do núcleo familiar (…)».


PUB.


Escolho até aos dois anos de idade, porque parece-me que seja a fase em que a criança esteja mais exposta aos estímulos externos e, portanto, a interação e o ambiente contam bastante para o seu desenvolvimento motor, cognitivo e emocional. O toque, o afeto verbal, o colo, as brincadeiras, a resposta às suas necessidades fisiológicas, as brincadeiras com objetos têm enorme importância. Por exemplo, um colo com o bebé junto ao peito transmite conforto, proteção e segurança; a brincadeira interativa com a Mãe ou o Pai traz-lhe a alegria; o toque a afetuosidade; a resposta às necessidades fisiológicas é catalisadora para a confiança no outro; a interação verbal na linguagem e; a brincadeira na parte motora e cognitiva.

São pequenos exemplos que significam as primeiras sementes cultivadas no seu cérebro e no seu coração. Óbvio que falo de uma fase prematura e estas sementes necessitarão de ser regadas e outras semeadas. Mas, considero que estas são as bases iniciais para a formação de um adulto tranquilo, seguro e confiante.

Site: www.lapisubranco.org

Por João Pedro Violante


PUB.


58 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/7

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/5

press to zoom
Lino Martins - site
Lino Martins - site

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/9

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/7

onde comer

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/12
telefonesuteis.jpg
Festival da Codorniz.jpg
bannered.png
Gina Morais.png
RIOGRAFICA.jpg