• comercioenoticias

SANTARÉM ASSOCIA-SE À INICIATIVA “OUTUBRO ROSA – MÊS DE PREVENÇÃO DO CANCRO DA MAMA”


O Município de Santarém associa-se à iniciativa “Outubro Rosa – Mês de Prevenção do Cancro da Mama” da Liga Portuguesa Contra o Cancro, com a iluminação do Convento de S. Francisco, a cor de rosa e a promoção da Caminhada “Outubro Rosa”, no dia 16 de outubro.

Esta Caminhada (cerca de 5 Km) tem início às 09h30, no Pátio do Grupo de Apoio de Santarém (no edifício onde se realizam os rastreios do cancro da mama, na Avenida dos Combatentes – edifício da Santa Casa da Misericórdia de Santarém/antigo Hospital de Jesus Cristo). As inscrições - 5 lacinhos (inclui T-shirt, água e fruta) podem ser feitas, através do Grupo de Apoio – Avenida dos Combatentes N.º 1 – telefones: 915 999 901/243 332 643.

No mês da prevenção do cancro da mama, Santarém recebe a Caminhada “Outubro Rosa” e desafia a Comunidade a juntar-se a este desafio de consciencialização para a prevenção e diagnóstico precoce.

O Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC.NRS) está a promover o “Outubro Rosa” - iniciativa de âmbito nacional que tem como objetivo principal a consciencialização para a prevenção e diagnóstico precoce do cancro da mama, nomeadamente através do Rastreio.

Centenas de iniciativas no país, assinalam este mês de prevenção do cancro da mama, assim como a divulgação de informação e formas de apoio da Liga à mulher e família.


PUB.


Através do Movimento “Outubro Rosa” a LPCC.NRS pretende desafiar a Comunidade a juntar-se, em torno do objetivo da sensibilização e difusão da mensagem de alerta para o diagnóstico precoce e rastreio, assim como promover sinergias com entidades diversas, de forma a aumentar o impacto da iniciativa.

Recordamos que o Cancro da Mama, se diagnosticado e tratado precocemente, tem uma taxa de cura superior a 90%. A melhor resposta é a prevenção. Segundo os dados estatísticos mais recentes (Globocan, 2021), em 2020, em Portugal, estima-se que mais de 7000 mulheres tenham sido diagnosticadas com cancro da mama, lamentando-se a morte de 1800 mulheres por esta doença. Cerca de 1 em cada 100 cancros da mama desenvolvem-se no homem.


PUB.


66 visualizações0 comentário

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/7

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8