• comercioenoticias

SANTARÉM ABRE CENTRO DE ACOLHIMENTO TEMPORÁRIO PARA PESSOAS EM SITUAÇÃO DE SEM ABRIGO


O concelho de Santarém já tem um Centro de Acolhimento Temporário para Pessoas em situação de sem abrigo, sediado nas antigas instalações da Escola Prática de Cavalaria, que funciona em regime de internato 24/24 horas, composto por 5 quartos duplos e um individual (para efeitos de isolamento se necessário), sala de refeições/sala de estar, casa de banho/balneário e um parque exterior de grandes dimensões onde os utentes podem passear.

Este projeto foi implementado graças ao envolvimento de várias entidades, em parceria com o Município de Santarém: Cruz Vermelha Portuguesa – Delegação de Santarém e Cartaxo, Santa Casa da Misericórdia de Santarém, Centro de Respostas Integradas de Santarém, ACES da Lezíria, Associação Picapau, Centro Distrital de Santarém do ISS Instituto de Segurança Social, Lar Evangélico Nova Esperança, Hospital Distrital de Santarém e o CEFP – Centro de Emprego e Formação Profissional de Santarém.

Este Centro de Acolhimento Temporário contou inicialmente com 2 utentes, mas está preparado para receber até 10 pessoas.


PUB.


O objetivo deste projeto não é apenas criar condições de resposta, durante o período de estado de emergência, decretado em virtude da Pandemia COVID-19, mas antes dar o primeiro passo para a implementação do Projeto Housing First, em Santarém.

O Projeto Housing First é uma inovação relativamente recente em políticas públicas e serviços sociais para pessoas em situação de rua e é uma alternativa a sistemas de albergues de emergência, que seguem um modelo progressivo para acesso a moradias.

As várias entidades responsáveis pela implementação deste projeto pretendem desenvolver ações de trabalho com os residentes, atuais e futuros, no sentido de conseguirem fomentar alterações comportamentais e de competências, através de ateliers temáticos nas áreas da cidadania, saúde, trabalho, de modo a que estas pessoas criem as melhores condições para saírem da situação de sem abrigo em que se encontram, num processo normal de conquista destas pessoas para as retirar da rua e conceder-lhes uma habitação digna, ao mesmo tempo que se trabalha o plano com vista a criarem autonomia.


PUB.


0 visualização

1/9

1/9

1/7

1/9

onde comer

1/6

Periodicidade: Diária

8/10/2020

bannered.png
coronavirus.jpg

©2020 por Comércio & Notícias