• comercioenoticias

PS RIO MAIOR EMITE NOTA DE PESAR PELO FALECIMENTO DE JORGE SAMPAIO


Após informar o cancelamento de todas as suas ações de campanha cumprindo o Luto Nacional pelo desaparecimento de tão Ilustre Figura Nacional e Política a Comissão Política Concelhia do Partido Socialista de Rio Maior emitiu uma nota de pesar, que abaixo transcrevemos na íntegra:

“A Comissão Política do PS Rio Maior associa-se desta forma ao sentimento interno e nacional vividos na perda do Dr. Jorge Sampaio, e transmitindo o seguinte: Jorge Sampaio foi figura central e um lutador incansável pela Democracia, desde o seu tempo de estudante, militante ativo de todas as nobres causas e incomparável homem de Estado pela sua integridade, humanismo e permanente devoção pelo interesse acional.

Visita oficialmente Rio Maior em 1998 e, por essa ocasião, retira-se o momento do encontro com o Dr. Fernando Sequeira Aguiar, então com 88 anos de idade, Deputado Municipal eleito pelo PS, onde este recordou um momento onde havia visitado o Doutor Arnaldo Sampaio, também médico e Professor Catedrático de Medicina, pai de Jorge Sampaio, e “o menino ruivo que gatinhava debaixo da secretária do pai”. Tratava-se de Jorge Sampaio ainda tenra criança… e que ficou embevecido com este relato.

A Concelhia do Partido Socialista, através dos seus Deputados Municipais Eleitos, e nessa Sede, vai amanhã propor que seja aprovado Voto de Pesar pelo falecimento do Dr. Jorge Fernando Branco de Sampaio, associando esta expressão ao sentimento nacional que se vive, e transmitindo as condolências à Família e demais Instituições onde o Dr. Jorge Sampaio exercia função.

Naturalmente, todas as ações de campanha foram desde logo suspensas, assim que se conheceu a passagem de Jorge Sampaio, reiniciando-se após o Luto Nacional e das quais daremos conta oportunamente".

Rio Maior, 10 de setembro de 2021

Miguel Félix Paulo

Presidente da Concelhia o PS Rio Maior


PUB.


Breve Nota Biográfica Política:

Jorge Fernando Branco de Sampaio, nasceu em Lisboa a 18 de setembro de 1939 e faleceu no Hospital de Santa Cruz, em Carnaxide a 10 de setembro de 2021.

Exerceu o cargo de Presidente da República Portuguesa, entre 9 de março de 1996 e 9 de março de 2006.

Licenciado em Direito no ano de 1961, pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, iniciou a sua carreira profissional como advogado, que o levou a envolver-se muitas vezes na defesa de presos políticos.

A sua carreira política inicia-se logo nos bancos da Faculdade onde foi Presidente da Associação Académica e Secretário-Geral da RIA - Reunião Inter-Associações Académicas, isto entre 1959 e 1962, sempre em oposição ao antigo-regime.

É nomeado Secretário de Estado da Cooperação Externa do IV Governo Provisório, em 1975, eleito Deputado à Assembleia da República, pelo PS, em 1979 e desde esta data até 1984 foi membro da Comissão Europeia para os Direitos Humanos, onde desempenhou um papel ativo. Entre 1986 e 1987, presidiu ao Grupo Parlamentar do PS.

Em 1989 é eleito Presidente da Câmara Municipal de Lisboa sendo reeleito em 1993 com 56,66% dos votos, o melhor resultado de sempre obtido por um candidato à Câmara Municipal de Lisboa.

Ainda em 1989 é eleito Secretário-Geral do Partido Socialista, sucedendo a Vítor Constâncio.

Eleito Presidente da República em 14 de janeiro de 1996, tomou posse deste cargo a 9 de março e seria reeleito Presidente em 14 de janeiro de 2001, tendo recolhido neste ato uma grande vitória em Rio Maior.

Em maio de 2006, foi nomeado pelo Secretário-Geral da Organização das Nações Unidas Enviado Especial para a Luta contra a Tuberculose. Em 26 de abril de 2007, foi nomeado Alto Representante da ONU para a Aliança das Civilizações pelo Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-Moon.


PUB.


326 visualizações0 comentário

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/9

press to zoom