• comercioenoticias

PRISÃO PREVENTIVA PARA PAI E MADRASTA DE VALENTINA


Medidas de coação foram agora anunciadas pelo Tribunal de Instrução Criminal de Leiria

O pai de Valentina, a menina de 9 anos assassinada eu Atouguia da Baleia no concelho de Peniche, e a sua madrasta vão ficar em prisão preventiva.

O Tribunal de Instrução Criminal de Leiria optou pela medida de coação mais gravosa, aplicando-lhes a prisão preventiva. O casal é suspeito do homicídio qualificado com dolo eventual e da ocultação do cadáver da criança de nove anos.

Sandro Bernardo, de 32 anos de idade, e Márcia Bernardo, de 38 anos, são suspeitos do homicídio e da ocultação do cadáver da pequena Valentina Fonseca.


PUB.


A qualificação jurídica escolhida em relação ao homicídio significa que, na convicção do tribunal, ambos os arguidos perceberam que Valentina poderia morrer, na sequência de agressões, mas conformaram-se com essa possibilidade, negando-lhe o auxílio de que necessitava.

Esta medida de coação aplicada surge na sequência das declarações prestadas por ambos, ontem, ao juiz de instrução criminal.

Sandro Bernardo manteve a tese que já tinha relatado à Polícia Judiciária, recusando qualquer responsabilidade na morte de Valentina.

Por sua vez, Márcia Bernardo terá testemunhado que nada podia ter feito para evitar aquele desfecho, uma vez que, segundo ela, terá sido obrigada e ameaçada pelo pai da menina.

Valentina Fonseca foi ontem a enterrar no cemitério de S. Brás, na vila do Bombarral, perante a consternação de centenas de pessoas que lhe quiseram prestar uma última homenagem.


PUB.


830 visualizações

1/9

1/10

1/4

1/7

1/7

onde comer

1/10

Periodicidade: Diária

5/25/2020

bannered.png

©2020 por Comércio & Notícias