• comercioenoticias

PRISÃO PREVENTIVA PARA INCENDIÁRIO DE ALCOBAÇA


O Ministério Público do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Leiria apresentou a primeiro interrogatório judicial, no dia 27 de julho, um homem com 30 anos de idade, indiciado da prática de cinco crimes de incêndio florestal.

O homem, com a profissão de operário fabril, foi detido pelo Departamento de Investigação Criminal da Polícia Judiciária de Leiria, no passado dia 25 de julho.

Segundo a Procuradoria da República da Comarca de Leiria “existem fortes indícios de que, em cinco dias distintos, entre os dias 13 e 24 de julho de 2020, na zona de Alcobaça, o arguido ateou fogo em áreas contíguas a zonas urbanas, pondo em perigo as habitações aí existentes”, tendo para isso recorrido a cigarros acesos e isqueiros.


PUB.


As áreas ardidas eram constituídas por mato, estrato arbustivo e pinheiros.

O Juiz de Instrução Criminal determinou que o arguido aguardasse os ulteriores termos do processo em prisão preventiva.

A investigação é dirigida pelo Ministério Público da 1ª Secção das Caldas da Rainha do Departamento de Investigação e Ação Penal de Leiria, com a coadjuvação do Departamento de Investigação Criminal de Leiria da Polícia Judiciária.


PUB.


127 visualizações

1/9

1/10

1/7

1/8

1/9

onde comer

1/5

Periodicidade: Diária

9/29/2020

coronavirus.jpg
bannered.png

©2020 por Comércio & Notícias