• comercioenoticias

“PRIMAVERA DE LIVROS” VOLTOU A CELEBRAR A LEITURA NO CADAVAL


A "Primavera de Livros" regressou ao Cadaval entre 19 de abril e 1 de maio, num formato misto entre eventos online e presenciais. A iniciativa, organizada pela Biblioteca Municipal do Cadaval, teve atividades promovidas em colaboração com a RIBO – Rede Intermunicipal de Bibliotecas do Oeste, com destaque para a Feira do Livro Solidária.

De 19 a 30 de abril, a Biblioteca Municipal retirou os "Nobel" das estantes e colocou-os à disposição direta do público, através de uma exposição de livros, no átrio de entrada.

Por seu turno, para o público infantil, foram expostos contos do mundo, numa seleção de livros que reuniu a rica diversidade cultural proveniente do imaginário de cada país, verdadeira viagem pelo mundo através dos contos.

A 26 de abril, decorreu uma sessão de contação de estórias com Inácia Cruz, envolvendo um total de cerca de 600 alunos de 1.º ciclo e pré-escolar do Concelho, num verdadeiro brinde à arte da contação de estórias que, apesar de ser ainda em formato online, foi do agrado de professores e alunos.

Os jovens do 12.º ano tiveram a oportunidade de assistir, no dia 28, mais uma vez em formato online, ao espetáculo de leitura encenada “Fernando Pessoa(s)”, pelo grupo Estórias com Asas, que, através de uma revisitação à vida e obra do poeta, motivam para a leitura de uma forma dinâmica e intensa. Esta constituiu a segunda vez que este espetáculo, muito aclamado pelos docentes, foi apresentado aos alunos do Agrupamento de Escolas do Cadaval.


PUB.


De mencionar, ainda, as atividades da Rede Intermunicipal de Bibliotecas do Oeste (RIBO), da qual a Biblioteca Municipal do Cadaval é parte integrante.

O dia 23 de abril, Dia Mundial do Livro, ficará na memória devido à intensa atividade que ocorreu na página do Facebook da RIBO, através da iniciativa “12 bibliotecas, 12 narradores”, na qual foram partilhados, durante 12 horas, um total de 55 contos narrados por contadores de estórias nossos conhecidos, portugueses e estrangeiros.

Nomes como Cristina Taquelim, Jorge Serafim, António Fontinha, Rodolfo Castro, entre outros, animaram o dia com a sua arte da contação de estórias.

As atividades terminaram no passado sábado, dia 1 de maio, com a recolha de cerca de 110kg de alimentos não perecíveis, provenientes de uma Feira do Livro Solidária, que no caso do Cadaval aconteceu na Praça da República, cuja moeda de troca era um alimento por um livro.

De referir que os livros que constituíram a feira faziam parte de doações e ofertas que têm vindo a ser feitas à Biblioteca Municipal e que, por existirem já no acervo documental, são encaminhados para outros fins, neste caso, para um fim de natureza social.


PUB.


18 visualizações0 comentário

press to zoom

press to zoom