• comercioenoticias

PRESIDENTE DA CÂMARA DE TOMAR PEDE AJUDA PARA O RIO NABÃO


Preocupada com a poluição no rio Nabão, Anabela Freitas, Presidente da Câmara Municipal de Tomar escreveu uma carta aberta ao Ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, ao Presidente da Agência Portuguesa do Ambiente e aos Grupos Parlamentares representados na Assembleia da República.

“A Câmara Municipal de Tomar, enquanto órgão executivo do município e representante deste território e das suas gentes, não pode deixar de tornar público este lamento e este pedido de ajuda, que não é mais que o repto para que as entidades competentes atuem, a Lei seja cumprida, e os infratores sejam punidos”, começa por referir a edil nabantina na sua missiva.

Anabela Freitas refere que “o rio Nabão é, não só a alma da cidade de Tomar, mas também importante afluente do rio Zêzere, e por sua vez do rio Tejo, cujos episódios de poluição, tanto e bem, preocuparam a sociedade portuguesa em tempos recentes”.

A autarca dirige-se ao Ministro do Ambiente salientando: “Sabe o senhor ministro, desde logo por insistência nossa desde a primeira participação que fizemos em outubro de 2016, a primeira de muitas outras posteriores, que o rio Nabão há muito vem sendo alvo de descargas poluentes”. Anabela Freitas acrescenta ainda: “Bem sabemos senhor ministro, que os municípios não têm competência legal nestas matérias, mas não deixamos de ser os representantes do nosso território e da nossa comunidade e, apesar de nada podermos fazer com elas legalmente, também nós providenciámos análises da qualidade da água rio. Para além disso, replicamos a nossa disponibilidade já antes manifestada para colocar os nossos, mesmo que parcos, meios materiais e humanos à disponibilidade dos serviços da APA ou de quem se entenda habilitado, para colaborar nas ações que se julguem necessárias para identificar os responsáveis”.

A Presidente da autarquia tomarense termina esta carta aberta referindo que “o rio que há quase 900 anos justifica a existência da cidade de Tomar e do nosso concelho precisa desta defesa urgente, queremos todos a deixar aos nossos descendentes um legado melhor que aquele que encontrámos. A nossa terra e a nossa saúde precisa do trabalho conjugado de todos nós”.

0 visualização

1/9

1/9

1/7

1/9

onde comer

1/6

Periodicidade: Diária

8/5/2020

bannered.png

©2020 por Comércio & Notícias