• comercioenoticias

PRESIDENTE DA CÂMARA DA NAZARÉ PEDE REUNIÃO DE URGÊNCIA À DGS


Na sequência das diretivas que a DGS tornou públicas, e que conduzem à proibição da prática de Tow-In na Praia da Norte, o Município da Nazaré solicitou uma reunião com a instituição de forma a garantir o regresso da modalidade, que tanto projetou a Nazaré e Portugal no mundo, ao mesmo tempo que se garantirá o escrupuloso cumprimento das regras implementadas pela pandemia que vivemos e a sobrevivência das dezenas de profissionais (surfistas, spotters, fotógrafos, videomakers, hoteleiros, etc).

De acordo com o Presidente da Câmara Municipal da Nazaré, Walter Chicharro, “o objetivo dessa reunião será o de apresentar um plano de contingência, desenvolvido em conjunto com a proteção civil, Bombeiros Voluntários da Nazaré, PSP e Capitania do Porto da Nazaré, no âmbito do qual pretendemos condicionar todos os acessos às zonas de assistência – praia, estrada do farol, etc. – restringindo o acesso a um máximo de duas mil e quinhentas pessoas, que ficarão distribuídas pela zona do farol, da encosta e no areal da própria praia.”

Segundo o autarca nazareno, o objetivo é reduzir os acessos a apenas três pontos, com contagem cumulativa e em tempo real, enquanto funcionários da autarquia, agentes da Polícia Marítima e da PSP patrulharão toda a zona de público, de forma a fazer cumprir as regras em vigor.

Walter Chicharro não coloca de parte o recurso a segurança privada, “de forma a que as forças da autoridade fiquem disponíveis para tarefas de fiscalização e cumprimento da lei que lhes estão, naturalmente, reservadas.”


PUB.


A autarquia, que assumirá todos os custos envolvidos, pretende ainda garantir que as próximas sessões de Tow-In tenham transmissão on-line nas plataformas do município, de forma a que não seja quebrada a ligação ao mundo.

Para Walter Chicharro “o investimento que a câmara municipal e Portugal têm feito na globalização deste fenómeno, nomeadamente com a campanha do Turismo de Portugal na Times Square (Nova Iorque) com a onda da Nazaré, e com o apoio dos surfistas que procuram a Nazaré em busca das ondas da sua vida e de baterem recordes, tem de ser respeitado, ao mesmo tempo que temos de garantir um eficaz controlo de acessos e imposição das regras sanitárias por parte de quem queira assistir, e assim fazer com que os surfistas possam sair para a água”.


PUB.


179 visualizações

1/9

1/9

1/8

1/6

onde comer

Periodicidade: Diária

11/30/2020

coronavirus.jpg
bannered.png

©2020 por Comércio & Notícias