Periodicidade: Diária

11/28/2022

  • comercioenoticias

PORTO DE MÓS: REABILITAÇÃO DA ENVOLVÊNCIA DO CAMPO DE FUTEBOL DA CALVARIA DE CIMA VENCE OP 2022


No passado dia 19 de novembro decorreu a cerimónia de inauguração da obra do Orçamento Participativo 2021, a Requalificação do Circuito de Manutenção das Pedreiras e a apresentação do projeto vencedor da edição do Orçamento Participativo 2022.

O Circuito de Manutenção das Pedreiras contempla 14 estações, com 3 níveis de dificuldade distintos, inclui um espaço de slide para crianças e é, ainda, acompanhado por um percurso com espécies da flora local, devidamente identificadas.

Esta proposta teve como preponente Ana Santo e permitiu tornar o espaço mais aliciante, proporcionando a utilização intergeracional, contribuindo para a prática de desporto, saúde e bem-estar de todos, sendo, agora, um local que vale a pena visitar!

No que diz respeito à edição de 2022, do Orçamento Participativo do Município de Porto de Mós, teve a votação 6 propostas, tendo saído vencedora, com 468 votos, a proposta de Reabilitação da Envolvência do Campo de Futebol: Casa-mãe, balneários, parque de merendas e parque de autocaravanas na Calvaria de Cima, da autoria de Filipe da Silva.

Em 6º lugar, com 269 votos, ficou a proposta de Requalificação do Miradouro do Vale de São Silvestre, proposta por Diogo Cordeiro. Em 5º lugar, com 312 votos, ficou a proposta de Criação de um Polidesportivo Aberto na Freguesia de São Bento, por iniciativa de Márcio Rafael. Em 4º lugar, com 379 votos, ficou a proposta de Construção de uma Zona Desportiva para a Prática de Padel, proposta de Abel Laranjeiro. Em 3º lugar, com 430 votos, ficou a proposta de Criação de um Parque de Merendas e Lazer no Juncal, iniciativa de Vítor Raimundo. E em 2º lugar, com 458 votos, ficou a proposta de Reabilitação do Recreio da Antiga Escola Primária dos Casais dos Vales, proposta por Ana Carreira.


PUB.


O Orçamento Participativo de Porto de Mós fundamenta-se nos valores da democracia participativa, constantes no artigo 2.º da constituição da República Portuguesa, como direitos fundamentais inalienáveis, e pretende ser um meio para os cidadãos terem a oportunidade de propor, debater e atribuir uma hierarquização a alguns projetos de interesse geral, público ou coletivo, para o concelho.

O Orçamento Participativo objetiva, assim, incentivar o diálogo entre eleitos, técnicos municipais, cidadãos e a sociedade civil; contribuir para a educação cívica, permitindo aos cidadãos aliar as suas preocupações pessoais ao bem comum, compreender a complexidade dos problemas e desenvolver atitudes, competências e práticas de participação; adequar as políticas públicas municipais às necessidades e expectativas das pessoas, para melhorar a qualidade de vida no concelho e aumentar a transparência da atividade da autarquia, o nível de responsabilização dos eleitos e da estrutura municipal, contribuindo para reforçar a qualidade da democracia.


PUB.


53 visualizações0 comentário

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/5

press to zoom
Lino Martins - site
Lino Martins - site

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/7

onde comer

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/9
telefonesuteis.jpg

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/9

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/9
bannered.png
314012987_493269782858541_8091892627052110800_n.jpg
Gina Morais.png
RIOGRAFICA.jpg