Periodicidade: Diária

6/28/2022

  • comercioenoticias

PORQUE AS PESSOAS PAGAM POR SEXO?

Atualizado: 6 de abr.


Em tempos em que o sexo casual se tornou tão corriqueiro, em especial com o uso dos aplicativos de relacionamento, há quem ainda prefira pagar por sexo. Talvez você já tenha reparado em anúncios de acompanhantes no mundo virtual, mesmo ao navegar por páginas de temas sem nenhum teor sexual. Não importam as proibições, os tabus, as travas morais, as tentativas de coibir a prostituição: a demanda por serviços sexuais cresce cada vez mais, principalmente entre os homens.


O que as pessoas procuram quando contratam profissionais do sexo?

São inúmeras e variadas as motivações, que podem se sobrepor umas às outras. Talvez a primeira razão que podemos mencionar é a praticidade, a objetividade, a facilidade de acesso ao sexo que esse tipo de relação comercial possibilita. Muitas pessoas estão à procura de prazer erótico, mas não querem se envolver seriamente ou se comprometer com a construção de um relacionamento amoroso, que demanda tempo e energia. Quando pagam por sexo, tanto cliente quanto profissional (que está apenas cumprindo uma tarefa) estão livres de estabelecer vínculos ou ligações emocionais.

Outro motivo tem a ver com o par poder & dinheiro. A partir de uma necessidade social de reafirmar um determinado modelo de masculinidade e fortalecer seu papel dominante, há homens que procuram uma troca explícita de um bem material (pagamento em dinheiro) por uma relação sexual. Isto tem a ver com a educação e a socialização masculina na nossa sociedade, que valoriza um comportamento viril e a demonstração do poder por meio da dominação sexual. Há relatos de homens que, desde cedo, se sentem pressionados ou coagidos a “perder a virgindade” com uma profissional do sexo, como uma espécie de ritual de passagem para provar sua masculinidade. Mas não pense que são somente os homens que procuram acompanhantes: embora menos comum e por outras razões, as mulheres também pagam por sexo.

Insegurança, carência, solidão e stress são fatores que entram em cena nesse contexto. Profissionais do sexo relatam que muitos clientes querem apenas ser ouvidos, então pagam para conversar, falar do quotidiano, da própria vida, dos problemas que estão enfrentando. Nas casas de massagem, por exemplo, é comum os clientes – sejam jovens, idosos, homens, mulheres ou casais – chegarem stressados, cansados, em busca de uma massagem excitante e relaxante que os ajude a esquecer dos desafios do dia a dia, nem que seja por alguns instantes. A massagem sensual concentra-se nas partes erógenas do corpo, desencadeando uma intensa energia sexual, mas tem gente que relaxa tanto que nem chega de fato ao ato sexual!

Por fim, fetiches incomuns e desejos considerados inadequados são motivações para as pessoas que pagam por sexo. Existem clientes que procuram um talento, uma posição, uma prática específica de profissionais do sexo, porque não se sentem confortáveis para compartilhar suas fantasias com seus parceiros ou parceiras. Nessas situações, os profissionais do sexo ajudam as pessoas a ficarem mais à vontade com sua sexualidade e suas vontades, que podem ser consideradas constrangedoras em outros ambientes. Pagar por sexo, nesses casos, é pagar também pelo sigilo e pelo não julgamento.

601 visualizações0 comentário

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/5

press to zoom

press to zoom
Lino Martins - site
Lino Martins - site

press to zoom
1/9

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/7

onde comer

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/12
telefonesuteis.jpg
Abertura Piscinas.jpg
bannered.png
Gina Morais.png
RIOGRAFICA.jpg