• comercioenoticias

PERFORMER RIOMAIORENSE MANOEL BARBOSA QUER APRESENTAR A SUA MONOGRAFIA EM RIO MAIOR


Devido à pandemia, algumas atividades do artista plástico e performer riomaiorense Manoel Barbosa foram canceladas ou adiadas, como é o caso por exemplo de uma exposição (com Ernesto Mello e Castro, Ana Hatherly e Fernando Aguiar) na Galerie Sattelite em Paris, ou a presença no Festival Performa de Nova Iorque, ou ainda uma conferência sobre o seu trabalho na Université de Toulouse.

No entanto, então previstas para o presente ano, a 7 de abril, na Universidade do Porto/CITCEM-Centro de Investigação Transdisciplinar "Cultura, Espaço e Memória", uma comunicação e debate em Zoom sobre "Itinerários Sonoros na Performance Art": Processos de Criação e Recriação Artística", mais precisamente a importância do som no seu trabalho performativo desde 1980. Tem curadoria e moderação de Ana Cancela, participam o professor universitário, pintor, performer e músico António Olaio e o compositor, musicólogo e intérprete Vítor Rua. O Seminário prossegue com outros intervenientes nos dias 14 e 21 de abril. O evento pode ser seguido em https://videoconf-colibri.zoom.us/j/83805523320

Manoel Barbosa participará em junho, na Iowa University, na conferência "Now ! Strategies for Performance Art and Visual Arts". Contacto online a anunciar oportunamente.

Para assinalar o Centésimo Aniversário do nascimento do icónico poeta e artista visual funchalense António Aragão, e a convite do poeta visual António Barros, está previsto (se não houver confinamento) para o final de setembro o espetáculo visual, corporal e sonoro "A.A.A." (com sete executantes) especialmente criado por Manoel Barbosa para o evento, a decorrer no Museu de Arte Contemporânea da Madeira e no âmbito da candidatura da Madeira à Capital Europeia da Cultura em 2027. Terá participação especial da atriz e performer Isabel Costa e do compositor e intérprete Pedro Pestana.


PUB.


Convidado por Jorge Augusto Paulus Bruno, diretor do Museu de Angra do Heroísmo para expor o que desejasse, Manoel Barbosa exibirá pela primeira vez (de 7 de outubro a 7 de novembro) cerca de catorze grandes desenhos/pintura tendo como tema a pandemia vista, sentida, em Lisboa, Nova Iorque e Gstaad, desde maio de 2020.

O Museu de Angra do Heroísmo possui uma importante coleção de pinturas (cerca de 30) de Manoel Barbosa tendo como tema "Açores", criadas em 2007 e expostas em 2008 na Carmina Galeria daquela cidade.

No final do ano será editada uma monografia sobre a sua vida e obra pela Universidade de Coimbra/Faculdade de Letras, no seguimento do Ciclo "Manoel Barbosa-Eventos em Coimbra", ocorrido durante seis dias em outubro de 2018. Tem organização geral de Cláudia Madeira (professora da Universidade Nova de Lisboa, historiadora, curadora) e de Fernando Matos Oliveira (professor da Universidade de Coimbra, historiador, curador, diretor do Teatro Académico Gil Vicente). Constarão fotografias, uma longa entrevista, textos analíticos dos referidos professores e de mais cinco historiadores de Lisboa, Coimbra e Londres.

Em datas e locais a anunciar, a monografia será apresentada em Coimbra, Lisboa e Porto. Manoel Barbosa deseja apresentá-la também em Rio Maior.


PUB.


2,140 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1/8

1/8

1/4

1/7

1/8

onde comer

1/10

Periodicidade: Diária

4/13/2021

coronavirus.jpg
bannered.png

©2021 por Comércio & Notícias