Periodicidade: Diária

6/26/2022

  • comercioenoticias

PENICHE: MILITARES DA GNR DETIDOS POR CORRUPÇÃO PROIBIDOS DE EXERCER FUNÇÕES


No âmbito de inquérito dirigido pelo Ministério Público do Departamento de Investigação e Ação Penal de Leiria, com a coadjuvação da Unidade de Combate à Corrupção da Polícia Judiciária, foram efetuadas, no dia 5 de abril, cinco detenções. Entre os detidos, todos do sexo masculino, com idades entre os 45 e os 62 anos, estão dois militares da GNR do Subdestacamento de Controlo Costeiro de Peniche (SDCCP).

Na sequência dessas detenções, que ocorreram no contexto da designada “Operação Merluccios”, os arguidos foram ontem presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação de medidas de coação.

A decisão do juiz de Instrução Criminal foi a seguinte:

- Aplicar aos dois arguidos, militares da GNR, a obrigação de apresentação, semanal, perante autoridade policial; a suspensão do exercício da profissão no SDCCP; a proibição de contactarem por si, ou por interposta pessoa, entre si e com e entre os demais arguidos, sujeitos a primeiro interrogatório judicial de arguidos detidos; a proibição de frequentarem as instalações no SDCCP; e a proibição de contactarem por si, ou por interposta pessoa, por qualquer meio, com qualquer pessoa com que trabalhe nas instalações no SDCCP.

- Aplicar aos demais arguidos a obrigação de apresentação, semanal, perante autoridade policial e a proibição de contactarem por si, ou por interposta pessoa, entre si e com e entre os demais arguidos, sujeitos a primeiro interrogatório judicial de arguidos detidos.


PUB.


Neste inquérito investigam-se suspeitas da prática de crimes de corrupção ativa e passiva, entre outros, sendo que um dos detidos foi apresentado a interrogatório judicial apenas pela prática do crime de tráfico de estupefacientes.

No essencial, está em causa a transmissão, a troco de contrapartidas com expressão monetária, de informações privilegiadas a empresários que comercializam pescado, no concelho de Peniche. Estas informações permitiam evitar fiscalizações relativas ao desembarque e transporte de pescado capturado sem autorização legal e resultantes do desrespeito das regras, dos horários e das quantidades de gasóleo a inserir nos depósitos das embarcações.

O inquérito encontra-se em segredo de justiça, sendo esta informação prestada ao abrigo do disposto no art.º 86.º, n.º 13, b) do Código de Processo Penal.


PUB.




106 visualizações0 comentário

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/5

press to zoom
Lino Martins - site
Lino Martins - site

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/9

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/7

onde comer

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/12
telefonesuteis.jpg
Abertura Piscinas.jpg
bannered.png
Gina Morais.png
RIOGRAFICA.jpg