©2020 por Comércio & Notícias

  • comercioenoticias

PELOS MENOS DOIS EMPRESÁRIOS RIOMAIORENSES BURLADOS NOS ÚLTIMOS DIAS ATRAVÉS DO MB WAY


Ambos tinham artigos à venda no OLX

Dois empresários riomaiorenses contactaram esta quarta-feira, 5 de fevereiro, o Comércio & Notícias, relatando que tinham sido vítimas de burla através do sistema MB WAY.

No primeiro dos casos, uma senhora, proprietária de um estabelecimento comercial em Rio Maior, colocou uns móveis à venda na passada sexta-feira, no site OLX.

À nossa reportagem a vítima relatou que poucos minutos volvidos dos artigos estarem online foi contactada por um senhor “muito bem falante” dizendo que estava interessado em comprar os móveis, mas como era camionista e ia-se deslocar para o estrangeiro a única forma que tinha de efetuar o pagamento era através do sistema MB WAY e que durante o fim-de-semana mandava alguém ir a Rio Maior buscar os móveis.

A visada disse-lhe que não conhecia esse método de pagamento, tendo o homem dito que era muito simples, pois bastava ir a uma caixa ATM e introduzir o número de telemóvel do comprador, situação que acabou por fazer. Passados dez minutos já o burlão tinha levantado 390 euros da sua conta. A senhora tentou depois ligar para o número do burlão, mas o mesmo já não se encontrava ligado.

No segundo caso, trata-se também de um comerciante residente na cidade de Rio Maior, que no mesmo site OLX tinha diversos artigos de barro à venda. Foi contactado por uma senhora que se mostrou interessada em adquiri-los, mas a única forma que teria de efetuar o pagamento seria através do referido sistema MB WAY. Desconhecendo o método, a vítima acabou por seguir os passos fornecidos pela suposta compradora. O resultado final acabou por ser igual ao do primeiro caso, acabando a vítima por ficar sem 400 euros da sua conta. Assim que deu por isso, e porque o banco ainda estava aberto cancelou de imediato a conta.

Estes casos foram participados à GNR de Rio Maior, que tomou conta das ocorrências.

Ao que o Comércio & Notícias apurou estas situações surgem través do aproveitamento dos anúncios que as vítimas colocam online para venda de objetos em sites dedicados a este tipo de comércio (OLX, Custo Justo, entre outros), as mesmas são contactados telefonicamente por supostos compradores – os burlões, que mostram interesse naquela compra. Na sequência desse contacto, os burlões convencem as vítimas a dirigirem-se a um ATM para, supostamente, efetuarem o pagamento do objeto via MB WAY. Quando conseguem enganar a vítima, aproveitam o desconhecimento que a vítima possui sobre a aplicação MB WAY e, através de indicações enganosas sobre os procedimentos a adotarem, conseguem aceder à conta bancária da vítima e fazer vários levantamentos e compras de forma ilegítima.

A vítima é, assim, levada a introduzir no ATM o número de telemóvel do suspeito e o fornecimento do respetivo código, associando-o ao seu cartão de Multibanco, convencida de que são os procedimentos próprios para receber o pagamento através do MB WAY, acabando por cair na armadilha. Convencida de que está a ajudar o potencial comprador a pagar o objeto está, efetivamente, a dar-lhe a capacidade de acesso à conta que está associada ao seu cartão de Multibanco, permitindo assim os levantamentos indevidos da sua conta bancária.

Segundo as autoridades tem se registado um aumento significativo de ocorrências relacionadas com burlas através do MB WAY, recomendando por isso às pessoas o seguinte:

1. Se não compreende o funcionamento da aplicação MB WAY, recuse o pagamento por esta via;

2. Em caso de dúvida, solicite informação ao seu Banco sobre o funcionamento do MB WAY antes de o utilizar;

3. Tente sempre fazer os negócios de forma presencial se estiver na mesma área geográfica do comprador;

4. Tente receber os pagamentos presencialmente ou através de transferência bancária;

5. Nunca siga instruções de desconhecidos para fazer pagamentos por MB WAY.

10,727 visualizações

1/8

1/7

1/4

1/7

1/6

onde comer

1/9
bannered.png

Periodicidade: Diária

08-04-2020

Banner Riomagic.jpg