• comercioenoticias

PARQUE DO RIO E VILLA ROMANA DE RIO MAIOR FORAM INAUGURADOS NO ÚLTIMO SÁBADO


Foi inaugurado em Rio Maior no último sábado, 26 de julho, o Parque do Rio e a Villa Romana, espaços que prometem trazer uma nova dinâmica à cidade de Rio Maior.

A inauguração contou com a presença do presidente da CCDR Alentejo, António Ceia da Silva, do presidente da Entidade de Turismo do Alentejo e Ribatejo, Vítor Silva, da Deputada da Assembleia da República, Isaura Morais, do Presidente da Assembleia Municipal, António Arribança e de representantes da Assembleia Municipal e Juntas de Freguesia do concelho, que se juntaram ao presidente da Câmara Municipal de Rio Maior, Filipe Santana Dias, membros do seu executivo e restantes convidados para uma visita a este novo espaço de lazer que vai trazer uma nova vida àquela zona da cidade e uma renovada relação com o rio que lhe dá nome.

Com a abertura do Parque do Rio, que se estende ao longo da Avenida dos Combatentes, surge também a requalificada Villa Romana de Rio Maior, um espaço de enorme interesse arqueológico que finalmente irá ter a dignidade que há muito lhe era devida.

Para além da Villa Romana de Rio Maior os riomaiorenses, e todos aqueles que visitarem o Parque do Rio, poderão desfrutar de um espaço ao ar livre que contempla zonas de passeio, parques infantis, zonas de picnic, um anfiteatro, várias pontes, zonas verdes e um contacto constante com o rio Maior.

Com a conclusão destas duas obras fica agora a faltar a requalificação do importante espaço “Moagem Maria Celeste”, um edifício histórico situado no centro do Parque e cuja intervenção já está em andamento.

Filipe Santana Dias, Presidente da Câmara Municipal de Rio Maior, destaca que “Rio Maior vê nascer, mais do que projetos isolados, uma nova visão na gestão do seu espaço urbano. Neste espaço todos sentimos que existe uma nova cidade de Rio Maior, uma cidade que abraça e respeita o Rio que lhe dá nome, uma cidade mais amiga e agradável para todos aqueles que nos visitam, uma cidade que respeita, promove e se orgulha da sua história, ao fim ao cabo, uma cidade que enche o peito a todos aqueles que aqui vivem, e que surpreende positivamente todos aquele que decidem visitar-nos.”

O autarca disse estar convicto que o novo Parque do Rio “mudará definitivamente para melhor a qualidade de vida dos Riomaiorenses. Aqui poderão brincar as nossas crianças sob o olhar ternurento dos seus pais e avós, aqui serão contadas histórias sobre as pescarias que se faziam e os banhos que se tomavam neste rio. Aqui será invocada a memória de todos aqueles que ajudaram a desenvolver Rio Maior, ao fim ao cabo aqui se partilhará em momentos de lazer, a verdadeira vivência de um povo. Arriscaria dizer, que o principal efeito da criação do Parque do Rio, é precisamente a devolução deste rio, tantas vezes menosprezado, à cidade de Rio Maior”.


Vídeo filmados nas vésperas da inauguração

Filipe Santana Dias avançou ainda que a Câmara Municipal está já a trabalhar na continuidade da valorização do rio Maior, “estamos a desenvolver dois projetos estruturantes para o mesmo. O primeiro, a construção de um caminho pedonal dividido entre caminho natural e construção de passadiços de madeira entre o Parque do Rio e a nascente do Rio Maior nas Bocas. O segundo, uma requalificação de toda a zona da Antiga Central Elétrica, para os Riomaiorenses as nossas escadinhas, que recentemente voltou à memória de milhares de Riomaiorenses, criando ali mais uma zona de lazer aprazível a todos, que traga à lembrança dos nossos conterrâneos a história da terra que os viu nascer”.


PUB.


O Presidente da autarquia falou ainda da grande requalificação da Moagem Maria Celeste, cujas obras irão arrancar em breve, “este espaço, tão querido a tantos Riomaiorenses situado no meio do Parque do Rio, verá ali nascer as mais variadas valências. O projeto desta intervenção prevê a criação de um espaço de exposição permanente de muito do património relacionado com o nosso rio e a nossa Villa Romana, mantendo e enaltecendo todos os equipamentos ainda existentes da atividade industrial que teve outrora. Prevê ainda a criação de um moderno e totalmente equipado laboratório de arqueologia onde possa ser trabalhado e estudado todo o património arqueológico de Rio Maior, e onde as crianças das nossas escolas possam aprender mais sobre o mesmo. Nascerá também na moagem Maria Celeste, um espaço multiusos para realização de colóquios ou congressos, bem como pequenas residências onde os investigadores que queiram vir estudar o nosso património, possam permanecer no decorrer dos seus trabalhos. Este edifício, será na minha opinião, a cereja no topo do bolo do novo e agradável Parque do Rio, pois além de tudo o que descrevi, será o espaço de real apoio ao parque contemplando ainda a criação de dois espaços de restauração e serviços, onde poderemos calmamente desfrutar de todo este novo enquadramento”, salientou.

Referindo-se à Villa Romana o presidente da autarquia disse estar certo de que atrairá milhares de pessoas a Rio Maior, “tem características únicas, com muito ainda por desvendar e que continuará a ser descoberta, aumentando ainda mais o seu potencial turístico e de visitação. Uma pérola da nossa cidade que infelizmente esteve tempo demais longe dos olhos dos Riomaiorenses, mas que hoje renasce para toda uma comunidade. Aquela que foi provavelmente a origem do povoado de Rio Maior, torna-se hoje mais um ponto de atração do nosso concelho”, concluiu Filipe Santana Dias.


PUB.


432 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1/8

1/9

1/7
Lino Martins - site
Lino Martins - site

Bicharada - Site
Bicharada - Site

Lino Martins - site
Lino Martins - site

1/9
Extreme Peste - Site
Extreme Peste - Site

Extreme Peste - Site
Extreme Peste - Site

1/8

onde comer

1/10
telefonesuteis.jpg

Periodicidade: Diária

8/2/2021

coronavirus.jpg
bannered.png
NOVO SANTA CASA - COVID.jpg
Gina Morais.png
RIOGRAFICA.jpg