• comercioenoticias

O MOTO CLUBE DE RIO MAIOR E A ATUALIDADE DAS ASSOCIAÇÕES


O Moto Clube de Rio Maior, nos anos transatos conseguiu realizar todas as atividades a que se propôs, com o esforço dos sócios chegaram-se a concretizar dois eventos mensais envolvendo uma massa organizativa de três dezenas de pessoas.

Esforço esse que se refletiu em cada vez mais amantes das duas, ou simpatizantes do clube se fossem filiando. Um antigo Presidente no ano 2012, com o elevado número de adesão e apoios referiu que iríamos chegar aos 300 sócios, sendo que o clube nos seus anos áureos tinha cativado 150. Sendo uma associação direcionada aos veículos de duas rodas, nesses tempos sinceramente não acreditava, sempre vi altos e baixos de cativos, e, a constituição de família, a vinda dos filhos, bem como as crises, fizeram que muitos deixassem de andar de moto.

Ninguém esperava o que o ano 2020 nos trouxe, adaptando ou desadaptando, lá se abriram os estabelecimentos comerciais, algumas festas e bares. O associativismo tendo com base no enlace do povo, este sofre o maior massacre de sempre. Nada pode ser adaptado à lei, todo o contorno é fachada, renomearam-se atividades, “disto”, passaram a “distos” fazendo tudo igual, mas com mais uma vírgula ou ponto. Ponto assente que se pede o distanciamento, existem pontos de álcool gel, bem como usa-se máscara, mas na realidade não é isso que se vê. A economia pesa, e queima, não devemos voltar atrás, os doutos da palavra afirmam que sim, outros afirmam que não. Já se vendiam bilhetes para viajar até á lua, cada vez vemos o universo mais longe, mas infelizmente não vemos o treçolho no nosso olho. Já a meses do início duma pandemia, a vacina, a cura, a esperança não se vê.

Sempre fomos um povo que gosta pouco de cumprir regras, é normal ver grupos sem máscara, é normal ver pouco distanciamento, é normal ver tudo o que tem de bom para correr mal. Continuaram os passeios de amigos, reuniões de motards de várias partes de conselhos, distritos diferentes, mais secretos, com menos fotos, mas continuaram, e continuam a ser organizados eventos que não sei onde legalmente se inserem.


PUB.


Tudo isto para dizer que continuaremos sem atividade, pagando rendas e despesas que contraímos. Agradecemos aos muitos motociclistas que se têm feito sócios, e por incrível que pareça não temos 300, mas esta semana chegamos a 278 sócios, aproximando-se da previsão do primeiro presidente do Moto Clube, António Correia.

Agradecemos a ajuda de todos, acreditando e filiando-se num Moto Clube estacionado por uma situação que infelizmente não tem solução à vista, e tem tendência a piorar.

Deixo por último uma frase da Nota Justificativa do Regulamento de Apoio ao Associativismo

“As associações desempenham uma função social insubstituível, afirmando -se como espaços onde grupos ou indivíduos descobrem ou desenvolvem vocações, preservam ou criam tradições, adquirem formação nas mais diversas áreas e, assim, colaboram na construção de realidades novas, enriquecendo a vivência individual e coletiva e exercitando a Democracia.”

Um esperado até breve.

Dário Marcelino (Presidente do Moto Clube de Rio Maior)


PUB.


273 visualizações

1/9

1/9

1/8

1/6

onde comer

Periodicidade: Diária

11/28/2020

coronavirus.jpg
bannered.png

©2020 por Comércio & Notícias