• comercioenoticias

NOVO PRESIDENTE DOS BOMBEIROS DA BENEDITA RENUNCIOU AO CARGO


Precisamente uma semana após ser eleito Presidente da Direção da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários da Benedita, Filipe Marques anunciou ontem a sua renúncia ao cargo, através de uma carta aberta à população.

Recorde-se que Filipe Marques encabeçou a Lista A, que saiu vencedora com 67 votos, contra os 55 da Lista B, liderada por Alice Moura Santos que obteve 55 votos, tendo se registado ainda três votos nulos e um branco, num total de 126 votantes.

Os bombeiros beneditenses em desacordo com esta eleição de imediato acusaram o novo presidente de pagar almoços e jantares em troca de votos, estranhando o elevado número de sócios que ocorreram à votação, situação que não era normal acontecer.

Na sua comunicação à população, Filipe Marques revela: “Venho por este meio comunicar-vos a minha renúncia ao cargo de Presidente da Direção dos Bombeiros Voluntários da Benedita, para o qual fui eleito no passado dia 30 de setembro, e explicar-vos as razões que me levam a esta decisão pessoal. Por consideração a todos os que votaram e que manifestaram confiança nas minhas capacidades para o cargo, por profundo respeito a esta Instituição e a toda a população da Benedita, devo esta comunicação e esclarecimento”, começou por realçar o presidente demissionário, salientando ainda: “Nos últimos anos apoiei os Bombeiros Voluntários da Benedita em tudo o que me foi possível, quer enquanto cidadão individual através de donativos quer enquanto membro suplente na anterior Direção, onde, embora sem qualquer poder de decisão, procurei sempre estar presente e demonstrar todo o meu respeito e apoio a todos os Bombeiros”.

Filipe Marques lamenta as manifestações e demonstrações de insatisfação perante os resultados. “As acusações que me dirigiram são falsas, colocam em causa os valores que sempre defendi e afetam negativamente não somente a mim, mas também à minha família. Tudo o que fiz até hoje e o que construí foi sempre com muito esforço, dedicação e humildade, mas acima de tudo com muito respeito pelo próximo e espírito de entreajuda. Procurei sempre crescer, mas também fazer crescer os que estão à minha volta e contribuir sempre para o desenvolvimento da nossa terra”, acrescentando que “é de uma profunda injustiça o que têm dito a meu respeito”.

O presidente demissionário disse também que condena “todos os que se aproveitam dos seus cargos e das suas posições para se destacarem publicamente esquecendo-se que estão a prejudicar o bom nome de uma instituição como os Bombeiros Voluntários da Benedita e a comprometer a sua credibilidade e funcionamento futuro”.


PUB.


Prosseguindo, Filipe Marques revela: “Compreendo algumas das razões de descontentamento e subscrevo-as totalmente, como por exemplo, mais formação e mais experiência de terreno, mas estas nunca devem ser feitas em detrimento do apoio à população. Se temos meios humanos e transportes disponíveis a Instituição deve estar disponível para servir a população, nomeadamente o transporte de doentes. Compreendo igualmente que os Bombeiros pretendam que lhes seja possibilitada mais formação física, mas não podemos esquecer-nos que passamos por um período de pandemia onde praticamente todas as atividades foram condicionadas, ainda assim foi criado e equipado um ginásio ao total dispor dos Bombeiros e familiares”.

“Informo que, antes desta minha decisão, reuni com vários representantes dos Bombeiros para os ouvir e para que de forma construtiva, e em equipa, conseguíssemos definir um rumo que respondesse às suas preocupações e que acima de tudo protegesse a Instituição. Não me demonstraram abertura para o diálogo e adotaram uma postura completamente intransigente”, disse ainda Filipe Marques.

A concluir, o presidente demissionário revelou: “Candidatei-me para ajudar e para apoiar os Bombeiros, disponibilizei-me para dedicar horas da minha vida a esta Instituição, de forma totalmente voluntária, mas não estou de todo disponível para o caminho que querem seguir com esta obcecada vontade de única e exclusivamente retirar da Direção as pessoas que democraticamente foram eleitas”, acrescentando ainda a terminar: “Para mim sempre esteve e sempre estará a Instituição em primeiro lugar, renuncio assim ao cargo de Presidente, mas mantenho a minha total disponibilidade para continuar a apoiar os Bombeiros Voluntários da Benedita em tudo o que possa, mas apenas enquanto cidadão individual”.


PUB.


1,217 visualizações0 comentário

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/7

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/7
Lino Martins - site
Lino Martins - site

press to zoom
Bicharada - Site
Bicharada - Site

press to zoom

press to zoom
Lino Martins - site
Lino Martins - site

press to zoom
1/9

press to zoom