• comercioenoticias

NOVO EDIFÍCIO DA BIBLIOTECA MUNICIPAL DE TORRES NOVAS CELEBRA 13.º ANIVERSÁRIO


A Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes assinala 13 anos desde que foi inaugurado o atual edifício, localizado na margem direita do rio Almonda, perto do castelo e no centro da cidade de Torres Novas.

Estávamos em 2008 e o então Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva deslocou-se a Torres Novas para inaugurar a nova, moderna e funcional biblioteca municipal, num edifício com uma área útil de 3200 m2, constituído por três pisos, bem equipado e que compreende uma sala de leitura geral, sala infantojuvenil, sala de conto, mediateca, espaços de convívio e de apoio ao leitor e gabinetes de trabalho. Acolhe ainda o arquivo municipal e um auditório com capacidade para cem pessoas.

O nome de Gustavo Pinto Lopes é uma homenagem ao fundador da primeira biblioteca-museu de Torres Novas, inaugurada em 1937. A BMGPL integra a Rede Nacional de Bibliotecas Públicas, tendo este novo edifício resultado de um contrato-programa celebrado com o Ministério da Cultura e a Direção-Geral do Livro e das Bibliotecas.

Do programa das comemorações deste 13.º aniversário faz parte o lançamento do livro «O Esgana-Gata e outras 900 espécies do rio Almonda» no dia 26 de novembro, pelas 10h30. Trata-se de um livro infantil escrito por Jorge Salgado Simões, a partir do estudo «Levantamento e Caracterização de Habitats e Biodiversidade do rio Almonda», elaborado em 2017 pela Universidade de Trás os Montes e Alto Douro e o Município de Torres Novas.


PUB.


Segue-se, no dia 27 de novembro, pelas 10h00, uma oficina de ilustração para famílias, dedicada ao livro apresentado na véspera, atividade incluída no projeto Almonda – Al-Mundo, um rio à nossa volta.

Está também prevista, pelas 11 horas, a abertura do novo espaço gaming da Biblioteca Municipal. À tarde, pelas 16 horas, Cristina Carvalho e Carlos Fiolhais juntam-se para uma conversa sobre literatura e ciência.

Cristina Carvalho nasceu em Lisboa, em 1949. É filha da escritora Natália Nunes e do professor e poeta António Gedeão. Publica muito assiduamente e tem cerca de uma dezena de livros recomendados pelo Plano Nacional de Leitura. Entre outros prémios, em 2021, venceu o Grande Prémio de Literatura Biográfica Miguel Torga, com a obra «Ingmar Bergman - O Caminho Contra o Vento» e está nomeada para o Prémio ALMA (Astrid Lindgren Memorial Award).

Carlos Fiolhais nasceu em 1956, em Lisboa. É doutorado em Física Teórica, professor universitário, investigador, escritor e comunicador de ciência, sendo um dos cientistas mais conhecidos em Portugal. Colabora com frequência em várias publicações da imprensa nacional e em programas de televisão. Publica de forma regular e é autor e coautor de várias dezenas de livros, dos quais destacamos, no último ano, a «História Global de Portugal» e «Apanhados Pelo Vírus». Tem 140 artigos científicos da sua autoria em revistas internacionais e mais de 450 artigos pedagógicos e de divulgação. Recebeu vários prémios e distinções incluindo a Ordem do Infante D. Henrique. Em 12 de julho deste ano despediu-se do ensino com uma palestra na Universidade de Coimbra.


PUB.


26 visualizações0 comentário

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/9

press to zoom

press to zoom

press to zoom