• comercioenoticias

NOVA DIREÇÃO DOS BOMBEIROS DA BENEDITA GERA REVOLTA


Descontentes com a eleição de uma nova direção, nove elementos da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários da Benedita, depositaram os seus capacetes no chão, em frente ao quartel, durante a noite de ontem, 30 de setembro, como forma de protesto, mostrando intenção de abandonar o efetivo caso o novo presidente tome posse.

A Assembleia Geral da Associação teve lugar ontem à noite, tendo concorrido a lista A liderada por Filipe Marques, que saiu vencedora com 67 votos, e a B encabeçada por Alice Moura Santos que obteve 55 votos, tendo se registado ainda três votos nulos e um branco, num total de 126 votantes.

Os bombeiros beneditenses em desacordo com esta eleição acusam o novo presidente de pagar almoços e jantares em troca de votos, estranhando o elevado número de sócios que ocorreram à votação, situação que não era normal acontecer.

Um dos bombeiros em protesto é Dinis Couto, o qual foi o primeiro a entregar o capacete, que revela que a contestação tem a ver com “a degradação do corpo de bombeiros, perante as opções da direção, que transformou a corporação numa empresa de transporte de doentes, em detrimento do socorro”, salientando que “no fundo a direção é a mesma, tendo havido apenas troca de cadeiras, com o anterior presidente a concorrer como vogal e o anterior vogal a concorrer a presidente”, havendo a expetativa de a situação melhorar caso a lista B tivesse saído vencedora nesta eleição.


PUB.


À Agência Lusa Dinis Coito disse que “o transporte de doentes é uma vertente importante” do serviço dos bombeiros, mas defende que “tem de haver também investimento no socorro, porque sem ele os voluntários acabam por se desmotivar e não aparecer nos serviços, porque já sabem que não vão em missões de socorro, mas apenas levar doentes à diálise e a outros tratamentos”.

Filipe Marques, o presidente eleito, diz não perceber o que se está a passar, referindo que “a associação merece mais respeito”. O novo Presidente da Direção dos Bombeiros Voluntários da Benedita diz que “a sua lista foi eleita, não entendendo o motivo de não aceitarem o resultado de uma votação”.

Certo é que se a nova direção tomar posse, são já vários os bombeiros não assalariados que ameaçam passar à reserva. Pelo que o Comércio & Notícias conseguiu ainda apurar também alguns dos bombeiros assalariados da corporação de bombeiros da Benedita já apresentaram a sua carta de demissão.


PUB.







957 visualizações0 comentário

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/7

press to zoom

press to zoom

press to zoom