• comercioenoticias

MOTA-ENGIL DOOU 17 MIL FARDAS PROTETORAS AO HOSPITAL DE SÃO JOÃO


O Grupo Mota-Engil implementou uma série de medidas de proteção para fazer face ao surto de covid-19 e doou 17.000 fardas protetoras ao Hospital de São João, no Porto, adiantou a construtora.

“A Mota-Engil SGPS confirma que entregou na última quinta-feira, 19 de março, na Direção de Aprovisionamentos do Hospital São João, cerca de 17.000 fardas protetoras para apoio a este combate que o país atravessa”, estando ainda prevista a disponibilização destes equipamentos no Centro Hospital de Lisboa Norte, adiantou fonte oficial do grupo.

Entretanto, a empresa revelou que tem vindo a desenvolver um conjunto de esforços, para “prevenir e minimizar a propagação do coronavírus, colocando sempre a saúde dos seus colaboradores em primeiro lugar, bem como a proteção dos seus clientes, parceiros e comunidades onde opera”.

Assim, a Mota-Engil aplicou medidas preventivas a nível pessoal, como a “sensibilização sobre a etiqueta respiratória e reforço da higiene pessoal, o aconselhamento sobre como evitar contacto interpessoal e a presença em zonas de grandes aglomerações”, bem como a nível corporativo, com “o fornecimento de 'kits' de prevenção, reforço da limpeza de todos os edifícios e fornecimento de produtos antisséticos” e passando pelo “cancelamento de deslocações profissionais e reuniões presenciais, substituindo-se por videoconferências ou outros contactos remotamente”.

O grupo definiu ainda áreas de isolamento e o procedimento a aplicar em caso de contágio, forneceu informação e formação interna, suspendeu as viagens entre países onde opera e implementou ações internas “no sentido de garantir a sustentabilidade” da sua operação.

De salientar que a Mota-Engil tem uma das suas duas unidades fabris sediada na Zona Industrial de Rio Maior.

0 visualização

1/8

1/9

1/7

1/7

1/8

onde comer

1/6

Periodicidade: Diária

7/14/2020

bannered.png

©2020 por Comércio & Notícias