top of page

Periodicidade: Diária

2/6/2023

  • comercioenoticias

MADALENA COPRODUÇÃO DO TEATRO D. MARIA II LEVA AO CARTAXO REFLEXÃO SOBRE O LUTO

Atualizado: 12 de abr. de 2022


Madalena, peça coproduzida pelo Teatro D. Maria II, Teatro Viriato e Centro de Arte de Ovar, com direção artística de Sara de Castro, leva ao Centro Cultural do Cartaxo (CCC), os temas da morte, do luto e da relação com o corpo morto, através da figura bíblica de Maria Madalena.

A peça que coloca em perspetiva a forma como a sociedade ocidental cuida o corpo morto, sobe ao palco do CCC no dia 19 de fevereiro, sábado, às 21h30.

Madalena é um espetáculo com direção artística de Sara de Castro, que assina a dramaturgia com Ana Pais. Em palco, vão estar Ana Brandão, Carla Galvão, Teresa Moreira, Cuca M. Pires, Madalena Almeida e Paula Só e um coro que integra naturais e residentes no concelho do Cartaxo.

Sara de Castro criou uma reflexão sobre os temas da morte, do luto e da relação com o corpo morto, a partir da figura bíblica de Maria Madalena. A pandemia da doença Covid-19 trouxe um novo enquadramento à peça, por aprofundar o isolamento dos vivos em relação ao corpo dos mortos – como Sara Castro explica no texto que acompanha a folha de sala de Madalena:


PUB.


“Como defende José Gil (…), um mundo sem mortos é um mundo que não pode existir. Um mundo em que morte significasse o fim absoluto, em que não existissem rituais, celebrações, palavras que avivem a memória, não seria um mundo de vivos. Essa memória do passado é fundamental para a construção da nossa identidade hoje. Os mortos têm de estar presentes na vida coletiva e individual dos que lhes sobrevivem. José Gil faz estas reflexões a propósito da pandemia e das imagens de cadáveres alinhados em valas comuns, sem nome, sem rosto, sem rituais fúnebres. Madalena estreou antes da pandemia e falava desse direito ao contacto com o corpo morto como parte do processo do luto, da dificuldade acrescida de o fazer sem esse contacto, da dificuldade desse contacto na nossa sociedade a par da necessidade de preparar o corpo para a viagem, isto é, da importância dos rituais fúnebres para a despedida. E agora compreendemos que o espetáculo ganhou outras dimensões de significado, resultado do tempo em que vivemos. Ficou ainda mais clara a urgência de reivindicar o direito a viver num mundo com mortos.” Sara de Castro Dezembro 2020

Os bilhetes para o espetáculo podem ser adquiridos em Ticketline e na bilheteira do Centro Cultural do Cartaxo

https://ticketline.sapo.pt/evento/madalena-61281


PUB.




24 visualizações0 comentário

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/7

press to zoom
Lino Martins - site
Lino Martins - site

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/7

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/7

onde comer

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/9
telefonesuteis.jpg

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/9

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/9
314012987_493269782858541_8091892627052110800_n.jpg
Gina Morais.png
RIOGRAFICA.jpg
bannered.png
bottom of page