• comercioenoticias

MÉRITO ESCOLAR VOLTA A SER DISTINGUIDO NO CADAVAL, MESMO QUE SEM SESSÃO PÚBLICA


Embora impedida de realizar a habitual sessão pública de reconhecimento, a Câmara Municipal do Cadaval não deixou de atribuir os habituais Prémios Municipais de Mérito Escolar, distinguindo, a par da Caixa Agrícola do Cadaval, os estudantes locais pelos bons resultados do passado ano letivo. Pretende assim, o Município, continuar a incentivar os alunos ao sucesso escolar.

Começando pelo 3.º Ciclo, os alunos distinguidos por mérito escolar no letivo 2019/2020 foram: David Miguel Duarte Serafim (1.º) e Sofia Alexandra Marques Gomes (2.º).

Este nível de ensino teve, desta feita, apenas dois premiados, uma vez que o terceiro aluno não pôde ser agraciado por não atingir os valores mínimos previstos em regulamento.

Do Ensino Secundário premiaram-se, por seu turno: Beatriz Nobre Azevedo (1.º), atualmente a frequentar a Faculdade de Medicina de Lisboa no curso Mestrado Integrado de Medicina; Valéria Miguel Bento (2.º) – Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Lisboa, no Mestrado Integrado em Medicina Dentária; Pedro Figueiredo Lopes – Instituto Superior Técnico, no Mestrado Integrado de Engenharia Eletrotécnica e de Computadores (3.º).

Os prémios pecuniários mantiveram o valor da transata edição, a saber: 500 euros para o 1.º classificado, 250 euros para o segundo e 125 euros para o terceiro.

Relativamente aos Prémios Municipais de Mérito Desportivo Escolar, e devido à pandemia, não se realizaram as competições inter-regionais de onde sairiam os possíveis premiados. Daí que este ano, esse reconhecimento não possa concretizar-se como nos anos anteriores.


Presidente da CMC felicita alunos locais

José Bernardo Nunes, presidente da Câmara Municipal do Cadaval, começa por explicar que, em virtude da situação pandémica, a atribuição dos prémios de mérito escolar teve de ser diferente, «infelizmente sem o contacto e o convívio que é habitual».

«Normalmente, este seria um momento de reconhecimento público dos nossos alunos, a que também de juntavam família, Agrupamento de Escolas do Cadaval e a entidade parceira de longa data, a Caixa de Crédito Agrícola Mútuo do Cadaval», declara o edil.

«Assim, sem o habitual convívio, não podemos deixar de levar a efeito o devido reconhecimento público do Município aos alunos do Concelho que se destacaram pelos resultados escolares obtidos, dando a merecida publicidade da atribuição dos prémios que conquistaram com o seu esforço e empenho pessoal», sublinha o presidente.

«Deste modo, quero agradecer publicamente a estes nossos alunos, enviando os meus parabéns e desejando a todos os maiores sucessos no seu percurso académico», conclui José Bernardo.


PUB.


Diretor do AEC destaca papel da escola e da família

Para Paulo Henriques, diretor do Agrupamento de Escolas do Cadaval, existem dois fatores para que seja alcançado um nível elevado de sucesso escolar pelos alunos: «o bom acompanhamento educativo que lhe é prestado pela sua escola e uma participação ativa e interessada da sua família nesse percurso».

«É importante não esquecer que, até esse momento de reconhecimento, houve um caminho muitas vezes longo, feito de pequenas vitórias e também de alguns percalços; um caminho que foi trilhado, lada o lado, por outros que, dedicadamente, se mantiveram sempre presentes e que orientaram e apoiaram sempre que foi necessário», destaca ainda o responsável.

Paulo Henriques deixa uma palavra de apreço pelo «gesto e generosidade» por parte do Município e da Caixa Agrícola e acrescenta: «Todos devemos ser muito gratos aos professores e aos pais ou encarregados de educação que acompanharam todo o percurso académico desses alunos e dessas alunas».

O diretor do AEC deixa ainda o desejo de que os estudantes nunca desistam dos seus sonhos. «Lutem e procurem ser sempre e igualmente pessoas de grande mérito cívico e que vivam todos os dias para serem felizes», conclui.


Caixa Agrícola do Cadaval volta a premiar

Paralelamente, e como já vem sendo hábito há vários anos, também a Caixa de Crédito Agrícola Mútuo (CCAM) do Cadaval não deixou de enaltecer o desempenho dos melhores alunos de 12.º Ano às disciplinas de Português e Matemática.

A referida entidade bancária atribuiu, assim, prémios pecuniários da forma seguinte: 200 euros ao primeiro classificado, 150 ao segundo e 100 euros ao terceiro de cada uma das disciplinas.

Assim, no ano letivo 2019/2020, na disciplina de Português, a Caixa Agrícola premiou os seguintes estudantes: Valéria Miguel Bento (1.º lugar), Beatriz Nobre Azevedo (2.º) e Tomás Mendes Calado Duarte Pedro (3.º).

Na disciplina de Matemática, a mesma entidade reconheceu Beatriz Nobre Azevedo (1.º lugar), Pedro Figueiredo Lopes (2.º) e Valéria Miguel Bento (3.º).

«À Valéria, à Beatriz, ao Tomás e ao Pedro, endereçamos as nossas felicitações e calorosos parabéns, desejando que a obtenção deste prémio seja sobretudo um incentivo para que continuem a trilhar com sucesso o vosso percurso estudantil, e que assim atinjam plenamente os vossos objetivos», refere Renato Feitor, presidente do conselho de administração da CCAM do Cadaval. «Merecem certamente parabéns especiais a Beatriz e a Valéria, porque se distinguiram nas duas disciplinas, Português e Matemática», acrescenta.


PUB.


98 visualizações0 comentário

1/8

1/8

1/4

1/7

1/8

onde comer

1/10

Periodicidade: Diária

4/16/2021

coronavirus.jpg
bannered.png

©2021 por Comércio & Notícias