• comercioenoticias

MÃE DA MENINA ASSASSINADA EM PENICHE MANIFESTOU A SUA DOR NO FACEBOOK


Sónia Fonseca, a mãe da menina assassinada pelo pai e pela madrasta, em Atouguia da Baleia, no concelho de Peniche, alterou esta tarde a sua foto de perfil no Facebook, colocando uma imagem preta com uma pomba e a palavra “Luto”.

O corpo da pequena Valentina Fonseca, de apenas 9 anos de idade, foi encontrado na manhã deste domingo, num eucaliptal, coberta por vegetação, na vizinha freguesia da Serra Del Rei, no concelho de Peniche, após o pai da criança confessar à Polícia Judiciária (PJ) a autoria do crime.

Saliente-se que o alerta sobre o desaparecimento da criança tinha sido dado pelo próprio pai na manhã de quinta-feira, tendo contado às autoridades que a menina tinha saído de casa sozinha.

Entretanto são já inúmeras as mensagens de apoio na página do Facebook ma mãe da pequena Valentina, onde se podem ver bastantes fotos da filha.


PUB.


Já esta noite Sónia Fonseca escreveu: "Venho por este meio agradecer todas as ajudas que nos foram dadas. Às autoridades e a todas as pessoas que se ofereceram num modo geral nas buscas da minha filha. Em meu nome e em nome de toda a minha família muito muito muito obrigada de coração".

Como reação Maria Soledade escreveu: “Os meus pêsames Sónia. A menina sabe o quanto lutadora tu és. Quanto guerreira és. A nossa estrelinha está a olhar por ti. O quanto boa mãe que sempre foste o quanto ela te ama e sempre te amará. Dói-me tanto o coração. As palavras não irão trazer a nossa pequena e indefesa Valentina de volta. Muita força nesta hora difícil. Um grande e enorme beijinho. Estrelinha olha sempre pela tua mamã”.

Por sua vez Vítor Pereira comenta: “Não estás só amiga, neste momento de pesar está todo um país a apoiar-te, nesta perda enorme e insubstituível, um grande abraço solidário de todos nós, que a pequenina Valentina descanse em paz, e que quem lhe casou a morte não tenha um segundo de sossego até morrer”.

O pai da menina, Sandro Bernardo, e a madrasta foram detidos pela PJ e aguardam nas instalações daquela polícia, em Leiria, até serem presentes amanhã, 11 de maio, a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Leiria. São acusados, entre outros, dos crimes de homicídio e profanação de cadáver.


PUB.


10,657 visualizações

1/9

1/10

1/4

1/7

1/7

onde comer

1/10

Periodicidade: Diária

6/6/2020

bannered.png

©2020 por Comércio & Notícias