• comercioenoticias

ISAURA MORAIS DIZ-SE SURPREENDIDA COM A CANDIDATURA DE JOÃO DEUS À PRESIDÊNCIA DO PSD RIO MAIOR


Na sequência da anunciada candidatura de João de Deus a Presidente da Comissão Política do PSD Rio Maior, o Comércio & Notícias foi ouvir a opinião da atual Presidente daquele órgão, Isaura Morais, para obter a sua reação à notícia publicada em primeira mão no nosso jornal.

CN – Dr.ª Isaura Morais ficou surpreendida com o anúncio da candidatura de João Deus?

IM - Apesar de o candidato me ter contactado telefonicamente poucos minutos antes da divulgação pública da notícia, confesso que fiquei surpreendida pela situação, principalmente por ainda não estarem sequer marcadas eleições, que vão acontecer até final do ano, e por, no anúncio, se propor a ser o meu sucessor, mesmo nunca me tendo questionado se me recandidataria a mais um mandato à frente do PSD de Rio Maior.

CN - Não apoia então a candidatura anunciada por João de Deus?

IM - Não e explico porquê. Em primeiro lugar porque nunca me foi solicitado esse apoio e depois porque não penso que tenha a experiência suficiente para continuar o caminho consolidado de afirmação no nosso concelho que o PSD de Rio Maior tem vindo a fazer. Na vertente partidária, onde recentemente acolhemos cerca de 100 novos militantes, onde tem hoje uma deputada no Parlamento, que é também Vice-presidente do PSD Nacional, com o Presidente do Conselho de Jurisdição Nacional a ser também um riomaiorense, o Paulo Colaço.

Na vertente autárquica, onde o nosso trabalho a nível da Câmara e das Freguesias é por todos reconhecido, de que o João de Deus fez também parte num determinado momento, um trabalho de proximidade, de perceber e resolver os problemas das pessoas, das instituições, das empresas e de afirmar o nosso Concelho na Região e no País. Esse esforço tem sido realizado por um grupo de pessoas que comigo têm trabalhado nos últimos 15 anos e que comigo certamente continuarão a trabalhar no futuro para manter aquilo que foi conquistado com muitos sacrifícios pessoais e profissionais.


PUB.


CN – Presume-se então que será candidata a mais um mandato no PSD de Rio Maior, acumulando com o cargo de Vice-Presidente do Partido?

IM – Peço desculpa, mas não vou responder aqui a essa questão. O ativo mais importante de um partido são os seus militantes e, pelo respeito que eles me merecem, faço questão que sejam os primeiros a saber, no local próprio, se me recandidatarei ou não a mais um mandato, e, no caso afirmativo, quem serão os restantes nomes que me acompanharão na lista. Uma coisa posso garantir hoje, uma lista encabeçada por mim defenderá sempre, em primeiro lugar, os interesses do concelho e do partido e nunca terá como objetivo satisfazer interesses e ambições pessoais.

CN - É então da opinião que outros interesses movem o candidato anunciado?

IM - Não me compete fazer juízos de valor sobre a candidatura do João de Deus e sobre os motivos que levaram à mesma, esses apenas ele saberá, mas reafirmo que toda a minha vida política se baseou na defesa dos interesses do meu concelho, hoje do nosso país, e dos ideais da social democracia que o PSD representa em Portugal. Quem me conhece, e quem em mim votou nas diversas eleições a que concorri nos últimos anos, sabe que não abdico destes princípios e que faço questão que quem me acompanha também os defenda.


PUB.


2,587 visualizações

1/9

1/10

1/7

1/8

1/9

onde comer

1/5

Periodicidade: Diária

9/30/2020

coronavirus.jpg
bannered.png

©2020 por Comércio & Notícias