• comercioenoticias

HOSPITAL DE SANTARÉM PEDE QUE DOENTES URGENTES SEJAM ENCAMINHADOS PARA OUTROS HOSPITAIS


No total são 19 os médicos deste hospital que estão em casa, 4 infetados com Covid-19 e 15 por terem tido contactos de "alto risco"

A Administração do Hospital de Santarém emitiu hoje, 31 de agosto, um comunicado, onde pede que os doentes urgentes sejam encaminhados para outras unidades hospitalares.

O Hospital de Santarém tem neste momento ausentes 19 médicos da escala do seu Serviço de Urgência, quatro deles infetados com Covid-19 e 15 em isolamento por ter contactado com pessoas infetadas.

Paulo Sintra, Diretor Clínico do Hospital Distrital de Santarém (HDS), salienta que esta unidade de saúde "enfrenta uma diminuição na sua capacidade de resposta devido à ausência destes 19 médicos", acrescentando que “no Serviço de Internamento se encontram nove doentes com Covid e mais 42 suspeitos, estando este sobrecarregado por falta de clínicos disponíveis”.

Na informação divulgada pelo HDS entre terça e sexta-feira desta semana o Serviço de Urgência "mantém-se disponível para atender todos os utentes que se desloquem pelos seus próprios meios, tendo sido comunicado ao CODU (Centro de Orientação de Doentes Urgentes) que todos os outros doentes, com especial enfoque nos doentes emergentes, sejam encaminhados para os Serviços de Urgência de outras unidades hospitalares".

"A capacidade crescente de testar, mais de 12.000 testes realizados até agora, as medidas de segurança e higienização implementadas, a contratação de profissionais suplementares e o esforço de todos os profissionais com cancelamento de férias e aumento dos turnos de urgência não foram suficientes para evitar a situação atual", refere ainda Paulo Sintra.


PUB.


No comunicado, o HDS diz esperar "retornar à atividade normal" na próxima semana.

Dos 19 médicos ausentes, um clínico do HDS e três prestadores de serviços estão infetados com Covid-19 e 15 médicos tiveram contacto de alto risco, destaca ainda a nota informativa.

No final da última semana a administração do HDS já tinha informado que o Serviço de Urgência deste hospital está sem capacidade de resposta para receber doentes com suspeita de enfarte, AVC, dor torácica, neurotrauma único e vértebro-medular e outros traumas graves.

"Doentes com estes sintomas não podem por isso ser encaminhados para o Serviço de Urgência Geral do Hospital de Santarém, devido à falta de capacidade de resposta, sob pena de não ser prestada assistência adequada e em tempo útil, desde as 16h00 do dia 31 de agosto até às 09h00 do dia 5 de setembro", pode ler-se a terminar este comunicado.


PUB.


1,939 visualizações

1/9

1/10

1/7

1/8

1/9

onde comer

1/5

Periodicidade: Diária

9/29/2020

coronavirus.jpg
bannered.png

©2020 por Comércio & Notícias