• comercioenoticias

HOJE É FERIADO MUNICIPAL EM 32 CONCELHOS DE PORTUGAL


No calendário cristão, a Ascensão de Cristo, que este ano se assinala hoje, 21 de maio, celebra a subida de Jesus ao céu 40 dias depois da sua ressurreição.

Após ter ressuscitado, Jesus permaneceu na Terra entre seus discípulos durante 40 dias, período em que os instruiu sobre o reino de Deus. Seu último momento de vida humana termina com sua subida aos céus e sua passagem para o mundo divino. A cena é descrita na passagem bíblica dos Atos dos Apóstolos 1, 9-10 da seguinte maneira:

“Depois de dizer isso, Jesus foi elevado aos céus, a vista deles. Uma nuvem os encobriu, de forma que seus olhos não podiam mais vê-lo. Os apóstolos continuavam olhando para o céu, enquanto Jesus subia.”

Vem desse acontecimento a passagem na oração do Credo que diz “Subiu aos céus e está sentado à direita do Pai”. A partir de sua ascensão, a presença de Jesus entre os homens se fez sob a forma de sacramento e na figura do próximo.

Em seguida, Cristo promete enviar o Espírito Santo para amparar seus discípulos na tarefa de distribuir a palavra de Deus ao mundo, o que será comemorado no dia de Pentecostes. Assim, Cristo delega os compromissos missionários da evangelização aos seus discípulos e à comunidade. Da mesma forma, com a solenidade de sua ascensão, ele demonstra que o reino de Deus é possível para toda a humanidade.


PUB.


Em Portugal, esta quinta-feira é também conhecida como o Dia da espiga ou Quinta-feira da espiga, tratando-se de uma celebração portuguesa que ocorre no dia da Quinta-feira da Ascensão com um passeio matinal, em que se colhe espigas de vários cereais, flores campestres e raminhos de oliveira para formar um ramo. Segundo a tradição o ramo deve ser colocado por detrás da porta de entrada, e só deve ser substituído por um novo no dia da espiga do ano seguinte.

O dia da espiga era também o "dia da hora" e considerado "o dia mais santo do ano", um dia em que não se devia trabalhar. Era chamado o dia da hora porque havia uma hora, o meio-dia, em que tudo parava, "as águas dos ribeiros não correm, o leite não coalha, o pão não leveda e as folhas se cruzam". Era nessa hora que se colhiam as plantas para fazer o ramo da espiga e também se colhiam as ervas medicinais. Em dias de trovoadas queimava-se um pouco da espiga no fogo da lareira para afastar os raios

Em Portugal são 32 os concelhos que celebram hoje o seu Feriado Municipal: Alcanena, Alenquer, Almeirim, Alter do Chão, Alvito, Anadia, Ansião, Arraiolos, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Beja, Benavente, Cartaxo, Chamusca, Estremoz, Golegã, Loulé, Mafra, Marinha Grande, Mealhada, Melgaço, Monchique, Mortágua, Oliveira do Bairro, Quarteira, Salvaterra de Magos, Santa Comba Dão, Sobral de Monte Agraço, Torres Novas, Vidigueira, Vila Franca de Xira e Vila Nova de Foz Côa.


PUB.


0 visualização

1/9

1/9

1/7

1/9

onde comer

1/6

Periodicidade: Diária

8/5/2020

bannered.png

©2020 por Comércio & Notícias