• comercioenoticias

GNR IDENTIFICA QUATRO HOMENS POR DETENÇÃO ILEGAL DE AVES


Quatro homens, com idades compreendidas entre os 50 e os 70 anos, foram ontem, 28 de julho, identificados por militares da GNR do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Leiria, por detenção de espécies autóctones em cativeiro de forma ilegal, nos concelhos de Leiria e Porto de Mós.

A operação, que decorreu no âmbito do Dia Mundial da Conservação da Natureza, culminou na identificação de quatro locais onde se encontravam espécies cinegéticas e autóctones em cativeiro, tendo sido apreendidos sete espécimes de aves, nomeadamente cinco melros (Turdus merula), uma gralha (Corvos corone) e uma milheiriça (Serinus serinus). Duas das aves resgatadas foram entregues na ECOTECA de Porto de Mós.


PUB.


Esta ação culminou na elaboração de quatro autos de contraordenação por detenção de espécies autóctones em cativeiro, tendo sido remetidos para o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, punível com uma coima que pode ascender aos 6 793 euros.

A Guarda Nacional Republicana, através do Serviço da Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), tem como preocupação diária a proteção dos animais, apelando à denúncia de eventuais situações de maus-tratos ou abandono.

Para o efeito, poderá ser utilizada a Linha SOS Ambiente e Território (808 200 520) funcionando em permanência para a denúncia de infrações ou esclarecimento de dúvidas.


PUB.


176 visualizações0 comentário

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/7

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8

press to zoom