Periodicidade: Diária

11/28/2022

  • comercioenoticias

GABINETE DE APOIO À VÍTIMA DO CADAVAL CELEBROU 1.º ANO DE EXISTÊNCIA


No passado dia 10 de novembro, o Gabinete de Apoio à Vítima (GAV) do Cadaval completou o seu 1.º aniversário. Contudo, a celebração desta efeméride ocorreu na última quinta-feira, dia 17.

Em funcionamento junto às antigas instalações dos Paços do Concelho, mais precisamente na Sala Maria Raquel Ribeiro, o referido gabinete nasceu de um protocolo de cooperação entre o Município do Cadaval e a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), tendo como meta a criação de resposta que preste apoio a vítimas de qualquer tipologia de crime.

Nesta comemoração, marcou presença o Presidente da Câmara Municipal do Cadaval, José Bernardo Nunes; o Presidente da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens do Cadaval, Carlos Pereira; o comandante da Guarda Nacional Republicana local, Hélio Vitorino, entre outras individualidades.

Patrícia Ferreira, responsável da APAV, descreveu este primeiro ano de atividade como “muito positivo”. Sublinhando o facto de serem “cada vez mais as pessoas e as entidades que nos reconhecem como uma instituição credível para apoiar vítimas de crime”. A técnica salientou o enorme agradecimento à edilidade “que teve uma contribuição muito significativa na criação deste gabinete”.

Nos primeiros 365 dias de atividade, o GAV do Cadaval atendeu um total de 146 vítimas, com mais de mil atendimentos provenientes da região Oeste. No que se refere ao concelho do Cadaval verificou-se que 75% das vítimas que contactam a associação são do sexo feminino, e a média de idades ronda os 48 anos (vítima mais nova com 9 anos e mais velha com 92 anos).


PUB.


Focando-se nos principais focos do GAV, Patrícia Ferreira destacou a prevenção e sensibilização para estes temas junto dos menores. ”Achamos mesmo que, se conseguirmos prevenir todos estes comportamentos abusivos na população mais jovem, certamente que teremos adultos muito mais conscientes do seu comportamento e a praticarem relações mais saudáveis e não abusivas”, referiu.

Em jeito de homenagem, a APAV atribuiu o nome da Dr.ª Maria Raquel Ribeiro à sala de funcionamento do GAV Cadaval. Refira-se que, Maria Raquel Ribeiro, nasceu a 16 de março de 1925 em Adão Lobo, foi associada fundadora da APAV e deputada entre 1969 e 1973. Diplomada como assistente social em 1948, dedicou grande parte da sua vida às organizações da sociedade civil, tais como, a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, o Instituto da Família e Ação Social, o Centro Regional de Segurança Social de Lisboa, a Direção Geral da Família, entre muitas outras. Falecida a 4 de março deste ano, Maria Raquel Ribeiro, apesar de já algo debilitada, compareceu na cerimónia de fundação do GAV Cadaval, a 10 de novembro de 2021.


PUB.


23 visualizações0 comentário

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/5

press to zoom
Lino Martins - site
Lino Martins - site

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/7

onde comer

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/9
telefonesuteis.jpg

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/9

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/9
bannered.png
314012987_493269782858541_8091892627052110800_n.jpg
Gina Morais.png
RIOGRAFICA.jpg