• comercioenoticias

FALECERAM OS DOIS MILITARES DA GNR QUE ONTEM SOFRERAM VIOLENTO ACIDENTE NA A1


Não resistiram aos graves ferimentos sofridos os dois militares da GNR que ontem foram vítimas de um brutal acidente ao quilómetro 85 da Autoestrada do Norte (A1), entre Torres Novas e a área de serviço de Santarém.

Carlos Pereira de 28 anos de idade e a cabo Vânia Martins de 30 anos efetuavam um serviço gratificado, num carro patrulha do Destacamento de Trânsito da GNR de Santarém, sinalizando trabalhos de limpeza e pintura do traço contínuo, encontrando-se no lado esquerdo da via junto ao separador central, quando foram abalroados por um carro de alta cilindrada da marca BMW.

O acidente aconteceu às 11h36 de ontem, 7 de julho, no sentido Norte-Sul daquela autoestrada, tendo o carro que provocou o acidente sido detetado num radar a escassos quilómetros do acidente a circular a mais de 150 km/hora.


PUB.


Ao que o Comércio & Notícias conseguiu apurar o BMW era conduzido por um polícia aposentado, o qual sofreu ferimentos ligeiros, assim como as outras duas pessoas que o acompanhavam.

Os militares da GNR ficaram encarcerados no interior da viatura, tendo os bombeiros procedido às delicadas manobras de desencarceramento. Após assistidos no local foram transportados para o Hospital de Santarém em estado crítico. Vânia Martins ainda foi posteriormente evacuada para o Hospital de São José, mas acabaram ambos por falecer na manhã desta quarta-feira.

Os militares falecidos eram ambos do Distrito de Castelo Branco e encontravam-se há poucos meses no Comando Territorial da GNR de Santarém. Vânia Martins era natural de Proença-a-Nova e Carlos Pereira do concelho da Covilhã, tendo este deixado a mulher grávida de 7 meses.


PUB.


5,688 visualizações

1/9

1/10

1/7

1/8

1/9

onde comer

1/5

Periodicidade: Diária

9/30/2020

coronavirus.jpg
bannered.png

©2020 por Comércio & Notícias