Periodicidade: Diária

7/4/2022

  • comercioenoticias

ESCOLA SUPERIOR DE DESPORTO DE RIO MAIOR DISCUTIU AS “NOVAS FORMAS DE TRABALHO NO DESPORTO”


Em formato de Seminário, no período da manhã, e em Mesa Redonda, no período da tarde, no dia 12 de maio, realizou-se a primeira jornada de levantamento da perspetiva das entidades que constituem o mercado de trabalho, na Escola Superior de Desporto de Rio Maior, do Politécnico de Santarém.

Contando com 95 inscritos e representantes de 27 instituições, entre as quais Comité Olímpico de Portugal, Instituto Português de Desporto e Juventude, Confederação do Desporto de Portugal, Confederação Portuguesa das Coletividades de Cultura, Recreio e Desporto, Associação Portuguesa de Direito Desportivo, Sociedade Portuguesa de Educação Física, Federação Portuguesa de Natação, Associação Portuguesa de Gestão do Desporto, Rede de Escolas com Formação em Desporto do Ensino Superior Politécnico Público, Associação de Empresas de Ginásios e Academias de Portugal, Federação Portuguesa de Natação, e empresas como a Xistarca, MVP Academy, Elite Fitness, Unlimited, All United Sports, Urban Sports Club e profissionais do desporto e da atividade física.

Esta iniciativa pretendeu explorar a compreensão das alterações do mercado de trabalho no desporto, como objeto de pesquisa do projeto “Formas emergentes de emprego no desporto” – FORMS - que decorre durante dois anos (2021 e 2022), coordenado pelo European Observatoire of Sport and Employment (EOSE) em cooperação com cinco instituições parceiras (da França, Bélgica, Luxemburgo e Países Baixos) com suporte nos pequenos projetos colaborativos do programa Erasmus+ Sport e em que a ESDRM, é o representante português.

Sobre como as Novas Formas de Trabalho no Desporto podem condicionar as condições contratuais, a realização pessoal e profissional de quem trabalha ou pretende vir a trabalhar no desporto, e como podem influenciar a qualidade dos serviços que são proporcionados, aos praticantes de desporto e de atividade física e ao próprio desenvolvimento do desporto, foram o mote para uma jornada de reflexão sobre o trabalho no desporto.


PUB.


De acordo com o responsável nacional do projeto, professor Abel Santos, em síntese, foi sublinhado que a flexibilidade de contratação associada à procura / consumo; adaptação ao ciclo produtivo das organizações; a possibilidade de reduzir o risco de contratação de trabalhadores, em muitos casos, como a única possibilidade que as organizações têm de contratar; e a própria opção profissional pelos trabalhadores, como as principais vantagens. Por outro lado, como desvantagens, a desregulamentação das condições de trabalho, a precarização e os baixos salários são uma grande preocupação para os empregados e empregadores do setor. A orientação para a criação de condições para o trabalho digno mobilizou a opinião consensual dos intervenientes.


PUB.




108 visualizações0 comentário

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/5

press to zoom
Lino Martins - site
Lino Martins - site

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/9

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/7

onde comer

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/12
telefonesuteis.jpg
bannered.png
Gina Morais.png
RIOGRAFICA.jpg