• comercioenoticias

ENTRONCAMENTO APROVA MEDIDAS DE APOIO NO ÂMBITO DA COVID-19


Sob proposta do Presidente da Câmara Municipal do Entroncamento, Jorge Faria, o executivo municipal aprovou, a 4 de janeiro, mais um conjunto de medidas económicas e sociais para apoiar a recuperação de diferentes setores da sociedade face às perdas resultantes da pandemia de Covid-19, que vêm reforçar de intervenção do município.

Recorde-se que havia sido lançado um primeiro pacote de medidas de apoio às famílias, à atividade económica e às associações e IPSS do concelho logo no início da pandemia. Neste momento, a Câmara Municipal sentiu a necessidade de prorrogar algumas e criar mais medidas para o período entre janeiro e abril de 2021, tendo em conta a evolução da própria pandemia e os constrangimentos que continua a criar em alguns setores. Estas medidas representam previsivelmente um valor superior a 75 mil euros.

No que concerne ao abastecimento de água, saneamento e resíduos mantém-se o diferimento do pagamento, sem encargos e em caso de necessidade, das faturas de janeiro a abril de 2021 para os consumidores domésticos e não domésticos.

Mantém também, para o mesmo período, a isenção total das faturas associadas a estes serviços para a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Entroncamento, IPSS e associações e coletividades do concelho.

Definiu ainda a isenção da tarifa fixa aos estabelecimentos encerrados em resultado da pandemia, durante o período de encerramento.


PUB.


Isentou também os operadores económicos do pagamento de taxas de ocupação do espaço público (esplanadas, toldos, guarda-ventos e reclamos) no primeiro semestre de 2021.

No apoio às famílias em situação de vulnerabilidade, além da manutenção do Fundo de Apoio Social de Emergência, reforçou o montante para aquisição de cabazes de bens alimentares em 20 mil euros.

Aprovou ainda a redução em 50% do valor das rendas dos espaços municipais concessionados e igual redução para os valores dos terrados do mercado semanal e grossista para o período referido.

A proposta aprovada mantém ainda o pagamento ao CERE – Centro de Ensino e Recuperação do Entroncamento dos encargos com o fornecimento de géneros e das refeições aos cidadãos em situação de vulnerabilidade, não cobertos pela entidade ou pela Segurança Social. Assim como a isenção da utilização do Parque de Estacionamento Subterrâneo da Praça Salgueiro Maia e do TURE – Transportes Urbanos do Entroncamento para os profissionais de saúde, de segurança pública e de socorro.


PUB.


50 visualizações0 comentário

1/8

1/9

1/6
Lino Martins - site
Lino Martins - site

Bicharada - Site
Bicharada - Site

Lino Martins - site
Lino Martins - site

1/9
Extreme Peste - Site
Extreme Peste - Site

Extreme Peste - Site
Extreme Peste - Site

1/8

onde comer

1/10
telefonesuteis.jpg

Periodicidade: Diária

6/23/2021

coronavirus.jpg
bannered.png
Centro Médico de Rio Maior.jpg
Gina Morais.png
RIOGRAFICA.jpg