top of page

Periodicidade: Diária

2/29/2024

  • comercioenoticias

EM TOMAR A APRENDER A EMPATIA E O HUMOR SÃO ESSENCIAIS NA EDUCAÇÃO


Decorreu anteontem a parte inicial do encontro Em Tomar a Aprender, que todos os anos junta, em dois dias, primeiro os professores e educadores, depois os trabalhadores não docentes das escolas do concelho, como forma de marcar o início do ano letivo e dar as boas-vindas a este vasto conjunto de profissionais que têm um papel determinante no futuro das crianças e jovens tomarenses.

Iniciativa do Município e do Centro de Formação de Professores “Os Templários”, em parceria com os Agrupamentos de Escolas Nuno de Santa Maria e Templários e com a Escola Profissional de Tomar, o encontro começou, esta manhã, no Cine-Teatro Paraíso, com a receção a professores e educadores do pré-escolar e ensino básico, secundário e artístico.

A sessão começou com uma atuação do Ginásio Clube de Tomar, cuja qualidade atlética e artística predispôs os participantes para uma manhã em que foram ministradas boas práticas pedagógicas sempre acompanhadas de boa disposição.

O Ginásio, aliás, é uma das diversas coletividades do concelho onde os pais podem encontrar atividades extracurriculares para os seus filhos desenvolverem, como enfatizou o vice-presidente da Câmara, Hugo Cristóvão, responsável pelo pelouro da Educação, e que, juntamente com a diretora do Centro de Formação, Agripina Carriço Vieira, deu as boas-vindas aos docentes e teceu breves considerações sobre o que à autarquia diz respeito para o decurso do ano letivo.



Seguiu-se uma intervenção de Paulo Condessa, num híbrido entre preleção motivacional e aplicação prática da poesia enquanto forma de cativar alunos, a qual teve um forte impacto entre os presentes pela capacidade de comunicação e qualidades de performer do orador.

Mais leve, mas profundamente divertida, a atuação final da manhã ficou a cargo do humorista João Seabra. Um momento de stand up comedy totalmente dedicado à temática da educação que, como todos perceberam com muito boa disposição, se presta, como todas as coisas importantes da vida, a fazer humor com ela.

Depois do almoço que, como vem sendo tradição, foi servido no refeitório da Escola Jácome Ratton, a tarde decorreu em périplo por vários pontos do centro histórico onde o grupo de teatro Fatias de Cá foi fazendo representações da peça “A menina Inês Pereira”, baseada na “Farsa de Inês Pereira” de Gil Vicente, cuja primeira apresentação pública foi feita precisamente em Tomar faz este ano letivo 500 anos.

Hoje,, será a vez dos funcionários não docentes, que terão o seu encontro no auditório da Biblioteca Municipal.


72 visualizações0 comentário

onde comer

telefonesuteis.jpg
Gina Morais.png
RIOGRAFICA.jpg
bannered.png
Banner Riomagic.jpg
bottom of page