• comercioenoticias

E-REDES E DIREÇÃO-GERAL DA EDUCAÇÃO LANÇAM 2.ª EDIÇÃO DO PROGRAMA ACADEMIA DIGITAL PARA PAIS


A E-REDES e a Direção Geral da Educação (DGE) lançaram hoje, 14 de outubro, a 2ª edição da Academia Digital Para Pais. O projeto de literacia digital dá a pais e encarregados de educação a oportunidade de frequentarem ações de formação promotoras de competências digitais para facilitar o acompanhamento escolar dos filhos e ainda contribuir para a sua valorização pessoal e profissional.

Há já 225 agrupamentos escolares inscritos nesta 2ª edição, cobrindo todo o território continental. Os pais interessados deverão agora inscrever-se até ao próximo dia 22 de outubro nas escolas frequentadas pelos filhos. A iniciativa destina-se às famílias dos alunos do 1º, 2º e 3º ciclos do Ensino Básico, contemplando dois níveis de formação: competências digitais básicas e segurança e cidadania digital, num total de até 16 horas de formação gratuita.

“A crescente e acelerada digitalização da sociedade exige-nos novas competências, enquanto pais ou educadores, mas também enquanto profissionais, cidadãos, consumidores. Na E-REDES estamos a fazer esse caminho, tornando as redes elétricas inteligentes e por isso consideramos essencial apoiar as famílias nesta transição digital”, afirma José Ferrari Careto, Presidente do Conselho de Administração da E-REDES.

A Direção-Geral da Educação, tendo em consideração o balanço relativo à 1.ª edição, dirigido apenas a escolas que integram o programa “Territórios Educativos de Intervenção Prioritária”, considerou o alargamento da iniciativa “Academia Digital para Pais” a todas as escolas, dada a necessidade de dar instrumentos que permitam promover a igualdade de oportunidades às famílias, no acesso ao digital, através da capacitação e de uma aproximação à realidade escolar dos seus educandos. Desta forma, a DGE, ao associar-se à E-Redes, na promoção da “Academia Digital para Pais”, reconhece nesta iniciativa uma importante ferramenta não só para a capacitação digital das famílias, mas também para o seu envolvimento pleno no Plano de Transição Digital da Educação”, afirma o Diretor-Geral, José Vítor Pedroso.


PUB.


As sessões de formação irão decorrer nas escolas dos alunos, em regime pós-laboral, e serão dadas por professores e/ou jovens alunos, em regime de voluntariado. Os conteúdos programados contemplam várias temáticas e vão desde os procedimentos básicos de utilização da internet, à criação de emails, consulta de sites até aos cuidados de segurança a ter em ambientes digitais.

Desenvolvido com o objetivo de apoiar as famílias no contexto das aulas à distância impostas pela pandemia, o programa, na sua 1ª edição (ano letivo 2020/2021), beneficiou cerca de 1.000 famílias e contemplou 1.048 horas de formação, tendo envolvido 53 agrupamentos escolares, com 344 formadores e incidiu nas escolas em Territórios Educativos de Intervenção Prioritária (TEIP).

Nesta 2ª edição que arranca agora, o projeto reforça conteúdos e alarga o universo inicial de escolas aos restantes estabelecimentos de ensino público, mantendo a objetivo de contribuir para a valorização pessoal e profissional de pais e para o sucesso escolar dos filhos.

A Academia Digital para Pais assenta na convicção de que a cidadania digital é indispensável à inclusão social. Regulamento e mais informações em: https://www.dge.mec.pt/academia-digital-para-pais


PUB.


38 visualizações0 comentário

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/9

press to zoom

press to zoom

press to zoom