Periodicidade: Diária

11/29/2022

  • comercioenoticias

DE VOLTA À NORMALIDADE: COMO SE COMPORTAR BEM


Pouco depois do aparecimento do Coronavírus, a ideia era que tudo passasse rapidamente. A esperança era a descoberta de uma vacina, e soluções que ajudassem a reduzir o confinamento e não que isso resultasse em negação e choque por parte da maioria dos governos e da sociedade em geral.


Mais de dois anos após uma pandemia global ter sido declarada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), há alguns conselhos e algumas maneiras de viver a vida sem que ela seja tão afetada pelo retorno da circulação e da mobilidade.


Na ocasião, houveram muitas piadas e tentativas de aliviar os problemas psicológicos causados pelo confinamento. Tornou-se distante recordar quando foi o último abraço ou mesmo a última tentativa de sexo casual com uma das acompanhantes independentes em São Paulo. Havia uma lembrança do que muitos não poderiam mais ter.


Pensar sobre o "novo normal" requer paciência. Mesmo depois de um ano, ainda há a sensação de que não há normalidade, pois nada é tão parecido quanto antes.


A COVID-19 veio para demonstrar que existe um senso de solidariedade, humanidade e altruísmo. Muitas pessoas têm sido capazes em algum momento, mesmo de longe devido ao distanciamento social, de manter suas emoções variadas para si mesmas a fim de observar e ajudar a resolver os problemas dos outros. Por outro lado, uma pandemia é capaz de demonstrar que as injustiças sociais e a violência baseada no gênero devem ser combatidas ainda mais.


Há muitas reflexões sobre o retorno à rotina. Voltar ao escritório, mesmo que o trabalho remoto possa ser executado sem grande dificuldade, usar máscara em locais fechados e em transporte público, e evitar aglomerações.


Além disso, e principalmente, as relações cotidianas são afetadas. O distanciamento social continua em modo ativo e é uma das recomendações mais reforçadas, mesmo após o fim do estado de alerta.


Skokka pretende exemplificar como retornar ao contato social com belas garotas acompanhantes em Salvador sem passar por situações embaraçosas. Como ter uma vida normal? Existe uma maneira adequada de fazer isso corretamente?


Como tudo que diz respeito a viver em sociedade, existem códigos de conduta que podem ser vistos como um guia para ajudar quando se sai de casa, ou mesmo como uma forma de cuidar de si mesmo dentro do lar. De tudo, o mais importante é saber respeitar os limites, tanto de si mesmo quanto dos outros.


Ter controle sobre as coisas


Nem tudo pode ser controlado, ainda menos quando se torna necessário que todos colaborem para que o coletivo possa fluir. Entrar em confinamento é uma saída difícil que move todas as emoções dentro de si mesmo. Por outro lado, sair novamente e ter contato com o mundo exterior e com as acompanhantes em Manaus também requer calma e compreensão de que tudo leva tempo.


Contudo, nos primeiros meses do ano 2021 e na maior parte do tempo, isolados em casa, aprendemos muito sobre como nos mantermos a salvo do vírus. Usar máscaras em locais públicos principalmente fechados, muita higiene lavando as mãos e usando gel hidroalcoólico, manter a casa limpa, deixar os sapatos na porta e evitar tocar o rosto.


Os primeiros meses foram um verdadeiro curso intensivo que faria feliz qualquer mãe de crianças bagunceiras. O objetivo é manter tudo inalterado. Em casa, no escritório, em bares ou restaurantes, mesmo na praia, deve haver concordância entre distância e limpeza.


É útil aprender a controlar o nível de conforto dentro de uma normalidade diferente daquela a que se está acostumado. Portanto, usar uma bicicleta ou um carro em vez do transporte público, ficar um pouco longe das pessoas, seguir medidas de higiene nunca é demais. Não é necessário sentir-se estranho porque se continua usando máscaras com acompanhantes e escoltas brasileiras, quando se cumprimenta com o cotovelo ou se evita estar frente a frente com os amigos e familiares.



Diante da incerteza, viver a vida


O fato de querer viver a vida não elimina a responsabilidade de ser cauteloso, respeitando os estudos científicos sobre o vírus. Além disso, o vírus ainda carece de respostas claras sobre como pode ser enfrentado no futuro, depois de todas as medidas tomadas pelos governos.


Diante de toda a incerteza, algumas lições como parar, refletir e esperar para ter aquele encontro tão esperado com uma bela acompanhante, e que as coisas acontecem no devido tempo, foram as melhores das lições durante os primeiros meses de 2021. A antecipação de acontecimentos pode causar desconforto e gerar a mesma ansiedade que se enfrentou durante o confinamento.


Assumir que ainda é preciso ter cuidado, aliviar tensões através do encontro com amigos, conhecer pessoas especiais e valorizar os pequenos momentos pode ser importante neste momento.


É importante ter em mente que cada pessoa é parte do processo. Seguir as diretrizes recomendadas incentiva que, mais tarde, o que era normal possa voltar a fazer parte da vida quotidiana.


120 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/5

press to zoom
Lino Martins - site
Lino Martins - site

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/7

onde comer

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/9
telefonesuteis.jpg

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/9

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/9
bannered.png
314012987_493269782858541_8091892627052110800_n.jpg
Gina Morais.png
RIOGRAFICA.jpg