top of page

Periodicidade: Diária

2/29/2024

  • comercioenoticias

CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE ANTÓNIO FELICIANO JÚNIOR



Por João Maurício

É um lugar comum, mas nem por isso deixa de ser verdade, dizer que as pessoas só morrem, quando deixam de ser faladas. Por isso, a figura de António Feliciano Júnior que, se fosse vivo, fazia neste mês de fevereiro um século de vida.

Não vamos aqui historiar a sua vida, mas apenas deixar um breve apontamento sobre o seu percurso terreno.

António Feliciano foi um homem plurifacetado, tendo deixado o seu sinal em tudo o que fez. Foi, durante mais de cinquenta anos, professor e deixou uma marca em todos os que foram seus alunos.

Colecionador famoso, nomeadamente de postais ilustrados, chegando mesmo a ser um dos maiores colecionadores nesse setor.



Esteve ligado ao teatro e ao cinema amador. Católico convicto, empenhou-se em várias atividades da paróquia local.

Pessoa afetuosa, foi um conciliador.

Profundamente bairrista na sua escrita, colocou sempre em primeiro lugar, a defesa da terra onde nasceu. Esteve ligado ao Coral e Orquestra Típica de Rio Maior. Fotógrafo distinto, recebeu o primeiro prémio no I Salão Internacional de Arte Fotográfica de Portalegre em 1965, sendo o júri constituído pelo escritor José Régio e pelo cineasta Manuel de Oliveira.

Feliciano Júnior foi membro da direção da Santa Casa da Misericórdia de Rio Maior. Profundamente humanista, deixou uma forte lembrança em todos os que o conheceram e lidaram com ele.

Muito haveria a dizer sobre o Professor António Feliciano Júnior, mas ficamos por aqui.

Acrescentamos, apenas, que ficará na história de Rio Maior, entre os riomaiorenses ilustres.


 

477 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

onde comer

telefonesuteis.jpg
Gina Morais.png
RIOGRAFICA.jpg
bannered.png
Banner Riomagic.jpg
bottom of page