• comercioenoticias

CALDAS DA RAINHA: APREENSÃO DE 390 KG DE BIVALVES EM SITUAÇÃO IRREGULAR


A Unidade de Controlo Costeiro (UCC), através dos Destacamentos de Controlo Costeiro da Figueira da Foz e de Lisboa, ontem, dia 29 de abril, apreendeu cerca de 390 quilos de bivalves, com um valor estimado de 1 240 euros, no concelho de Caldas da Rainha.

No âmbito de uma ação de fiscalização e vigilância do controlo da captura, detenção, transporte e comercialização ilegal de bivalves, os militares da Guarda detetaram três indivíduos que efetuavam o transporte de 380 quilos de berbigão (Cerastoderma edule) e de dez quilos de amêijoa-macha (Venerupis pullastra), os quais não dispunham de documentação que permitisse determinar a sua origem e rastreabilidade, constituindo um perigo para a saúde pública, tendo sido apreendidos.

Desta ação, resultou a identificação de três homens, com idades compreendidas entre os 40 e os 58 anos, tendo sido elaborados os respetivos autos de contraordenação, cujas coimas podem ascender aos 50 000 euros.


PUB.


A GNR relembra que os recursos marítimos devem ser explorados de modo a garantir, a longo prazo, a sustentabilidade ambiental, económica e social da pescaria, dentro de uma abordagem de precaução, definida com base nos dados científicos disponíveis, procurando-se simultaneamente assegurar os rendimentos da pesca aos seus profissionais. Para além disso, a captura, depósito e expedição deste tipo de bivalves, sem que sejam sujeitos a depuração ou ao controlo higiossanitário, pode colocar em causa a saúde pública, caso sejam introduzidas no consumo, devido à possível contaminação com toxinas, sendo o documento comprovativo da origem fundamental para a prevenção da introdução de forma irregular no consumo.


PUB.


163 visualizações0 comentário

1/8

1/9

1/4

1/7

1/8

onde comer

1/10
telefonesuteis.jpg

Periodicidade: Diária

5/13/2021

coronavirus.jpg
bannered.png
Centro Médico de Rio Maior.jpg
Gina Morais.png
RIOGRAFICA.jpg