• comercioenoticias

CALDAS DA RAINHA ADAPTA PROGRAMA NATALÍCIO DEVIDO À PANDEMIA


Uma cidade a vibrar com a magia do Natal é, mais uma vez, o principal objetivo da programação do “Caldas, Rainha do Natal”, apesar das restrições que a pandemia trouxe.

Tendo em conta a atual situação, a prioridade deste ano é tornar as ruas das Caldas da Rainha ainda mais agradáveis com um ambiente natalício e privilegiar a componente digital dos eventos.

A organização está a cargo da ACCCRO - Associação Empresarial das Caldas da Rainha e Oeste, em parceria com a Câmara Municipal das Caldas da Rainha. A autarquia comparticipa com 108.600 euros, do orçamento total de cerca de 150 mil euros.

Com este apoio financeiro, a intenção é proporcionar condições aos comerciantes caldenses para terem mais vendas, contribuindo para um ambiente mais caloroso para todos. Ao mesmo tempo, a Câmara tem cumprido o seu papel no apoio social, com várias medidas, e não só no âmbito da pandemia.

Segundo o presidente da Câmara, Tinta Ferreira, apesar das circunstâncias, a autarquia não poderia deixar de valorizar Caldas da Rainha “enquanto capital do comércio de rua”. Desta forma, caldenses e visitantes ficarão satisfeitos por fazerem boas compras e porque se sentiu num ambiente natalício muito agradável. “Agradeço à ACCCRO por ter tido a coragem de, mesmo neste contexto, avançar para a implementação deste projeto”, afirmou.

Tinta Ferreira quer que os caldenses privilegiem as compras nas Caldas da Rainha, onde existem “lojas de categoria e produto de qualidade”, ao mesmo tempo que o ambiente de rua é fantástico.

“Temos de conseguir conciliar as restrições impostas pela pandemia e fazer com que as pessoas consigam usufruir da nossa cidade na mesma, com toda a segurança. Queremos que venham às Caldas fazer compras e divertirem-se, mas que o façam com confiança no nosso comércio”, explicou Luís Gomes, presidente da ACCCRO.

Há eventos que não se realizam porque não houve a autorização da Autoridade Saúde e o apelo da ACCCRO é que comecem já a visitar a cidade e a preparar as suas compras de Natal, sem que existam aglomerações de pessoas. “Venham de uma forma individual ou em família. Nós estamos a organizar da forma mais cuidada possível”, referiu Luís Gomes.

“Nós temos um verdadeiro centro comercial a céu aberto, onde é possível fazer as compras em segurança”, adiantou.

Devido às regras estabelecidas por causa da pandemia, as ruas tornaram-se autênticas salas de espera e nas Caldas da Rainha o ambiente criado será o mais natalício possível.

A iluminação de Natal será acesa a partir de 14 de novembro, mas este ano não haverá nenhuma festa para assinalar esse momento, exatamente para evitar ajuntamentos. “Será um processo discreto e não será anunciada a hora em que isso acontecerá”, revelou o presidente da autarquia.

As ruas serão animadas por grupos musicais itinerantes e serão gravados, no CCC, concertos com artistas locais que serão difundidos através da Internet.

As atividades a promover durante este período serão itinerantes ou online, ou seja, através das redes sociais (Facebook, Instagram, Youtube e Tiktok). A associação pretende aproveitar a forma como este projeto foi elaborado para fazer a transição para uma forma mais digital de trabalhar.

Será ainda implementado um projeto de realidade aumentada “que vai valorizar a relação com os estabelecimentos comerciais, através dos telemóveis”, explicou Tinta Ferreira.

Haverá também concursos online que terão como prémios a entrega de “vouchers” para compras no comércio caldense, no valor de milhares de euros.

A ACCCRO vai ainda distribuir sacos de sacos de papel alusivos ao projeto “Caldas, Rainha do Natal”.


PUB.

Iluminação de Natal em 47 artérias da cidade

Todas as peças da iluminação de Natal deste ano são novas e inéditas. No total serão 47 ruas iluminadas (oito mil metros de luzes), cinco edifícios emblemáticos (CCC, Hospital Termal, Chafariz das Cinco Bicas, Mercado Peixe e igreja Nossa Senhora da Conceição) e uma nova iluminação para a estátua da Rainha D. Leonor.

Outra novidade é serem quatro árvores de Natal de grandes dimensões. A principal estará, como habitualmente, na Praça 25 de Abril e também será especial. Embora seja um pouco mais baixa (com cerca de 25 metros), terá um preenchimento com motivos de Natal, de forma a ser também agradável durante o dia e não apenas à noite, com a iluminação. Espera-se assim que as habituais “peregrinações” à árvore de Natal, para se fazerem fotos, sejam feitas ao longo do dia e mais espaçadas.

Também para que haja mais pontos de interesse para que as pessoas possam visitar, serão colocadas ainda árvores de Natal na praça 5 de Outubro (17 metros), no largo do Hospital e no largo Frederico Pinto Basto (12 metros).

Para a rua Heróis da Grande Guerra a empresa responsável pela iluminação está a fazer um projeto de iluminações feito à medida e que será uma surpresa até para a direção da ACCCRO.

Os estabelecimentos de ensino pré-escolar e do 1º Ciclo do concelho das Caldas da Rainha voltam a participar no concurso de Árvores de Natal para a exposição que irá patente na avenida 1º de Maio. Este ano as árvores de Natal das entidades caldenses irão estar na praça 5 de Outubro.

“Aqui é à Confiança”

Recorde-se que a associação empresarial, em maio, criou um selo destinado aos estabelecimentos comerciais que cumprem com todos os requisitos sanitários para evitar o contágio do novo coronavírus.

O “Aqui é à Confiança” é um dístico destinado a colocar na porta ou na montra da loja, após esta ser certificada por uma empresa de Higiene e Saúde no Trabalho.

O selo garante aos clientes, aos empresários e às suas equipas de trabalho de que todas as medidas e protocolos recomendados pela Direcção-Geral de Saúde são cumpridos, refere a autarquia em comunicado.

A iniciativa teve uma grande adesão por parte dos comerciantes. Atualmente, são já 170 estabelecimentos com este selo.

https://www.facebook.com/caldasrainhadonatal

https://www.instagram.com/caldasrainhadonatal/

https://youtube.com/channel/UCGwvXNO5zJASRPR9IWG_ngg


PUB.


121 visualizações0 comentário