• comercioenoticias

CADAVAL: 3.º PRÉMIO LITERÁRIO FERNANDA BOTELHO BATE RECORDE DE PARTICIPAÇÃO


Mais de um milhar de propostas foram recebidas para participação no 3.º Prémio Literário Fernanda Botelho, concurso que encerrou anteontem, dia 31 de março. Uma vez mais, as candidaturas a este galardão, promovido pela Câmara Municipal do Cadaval e Associação Gritos da Minha Dança, tiveram proveniência de diversos países, além de Portugal.

Esta edição contou com a participação de pessoas oriundas de diversas nações, mostrando que a língua portuguesa está disseminada pelo mundo. Estão representados países como o Brasil, Moçambique, Angola, Bélgica, Irlanda, República Checa, França, Suíça, Alemanha e, claro, Portugal.

Foram batidos recordes, tanto na participação geral, como na participação juvenil, tendo sido recebidos um total de 1127 contos candidatos.

Pela quantidade de contos recebidos, a previsão de divulgação dos vencedores (modalidade “adultos” e “juvenil”) será feita, previsivelmente, até ao final do ano corrente, em data a anunciar.


PUB.


O prémio Literário Fernanda Botelho destina-se a homenagear a escritora Fernanda Botelho (1926-2007), que viveu parte da sua vida na aldeia da Vermelha (concelho do Cadaval) e cuja obra literária é aplaudida a nível nacional, tendo recebido diversos prémios literários.

Este galardão bienal (adiado em 2020 devido à pandemia) constitui um concurso promovido pelo Município do Cadaval e Associação Gritos da Minha Dança, detentora do acervo da referida escritora.

Em 2018, a segunda edição deste concurso cadavalense reuniu cerca de 200 participantes, oriundos de todo o território nacional e do Brasil.

Já a primeira edição (2016) totalizou perto de 380 participantes, oriundos de Portugal mas também de fora do país, nomeadamente Brasil, Canadá, EUA, Bélgica e França.


PUB.


24 visualizações0 comentário

1/8

1/8

1/4

1/7

1/8

onde comer

1/10

Periodicidade: Diária

4/16/2021

coronavirus.jpg
bannered.png

©2021 por Comércio & Notícias