• comercioenoticias

CÂMARA DO CADAVAL ASSEGURA SERVIÇOS AOS ALUNOS DURANTE ENCERRAMENTO DAS ESCOLAS


O Município do Cadaval manteve, na segunda fase do Ensino à Distância, o fornecimento e distribuição de refeições, totalizando 175 alunos que manifestaram essa necessidade. A Câmara disponibilizou, e está ainda a possibilitar, transporte a estudantes locais para a “escola de acolhimento”. No mesmo âmbito, a edilidade já investiu cerca de 33 500 euros em aquisição de tablets e acessos de internet, desde o início da pandemia.

Quando, a 21 de janeiro, se iniciou o Ensino à Distância, fruto do encerramento das escolas, foi necessário pôr em marcha um conjunto de serviços de apoio às famílias.

À semelhança do que já tinha sucedido em março de 2020, aquando do primeiro confinamento, o Município, enquanto responsável pelo fornecimento das refeições escolares às crianças de jardim-de-infância e 1.º ciclo, organizou, em parceria como o Agrupamento de Escolas do Cadaval, um sistema de distribuição de almoços ao domicílio, para as crianças beneficiárias de Ação Social Escolar – Escalões A e B.

Aos alunos destes dois níveis de ensino, juntaram-se alunos de 2.º e 3.º Ciclos, e também do Ensino Secundário da Escola Básica e Secundária do Cadaval que também beneficiassem de auxílios económicos, cujos encarregados de educação manifestaram previamente o interesse.

Com a abertura e alargamento das condições de acesso da escola de acolhimento, as refeições fornecidas aumentaram e passaram a ser 175 os alunos que usufruírem desta refeição diária, das quais 72 servidas em contexto de refeitório escolar.

Foi assim que, entre 25 de janeiro e 12 de março, três viaturas e seis funcionários da autarquia realizaram a distribuição de mais de uma centena de refeições ao domicílio.

Até 12 de março, foram distribuídas 5134 refeições, das quais 2648 correspondentes a almoços de crianças do pré-escolar e 1.º ciclo, e as restantes 2486, a alunos da Escola Básica e Secundária.

A confeção destes almoços foi assegurada pelo habitual fornecedor e de acordo com a ementa elaborada pela nutricionista da autarquia.

De referir que os alunos com restrições alimentares sempre receberam o seu almoço de acordo com a prescrição clínica. Manteve-se, igualmente, o sistema de monitorização implementado com o programa “Comer na Escola é Bom”, pelo que o acompanhamento deste serviço foi feito diariamente.


PUB.


Transporte: outra valência implementada

O transporte para a escola de acolhimento foi outra valência implementada, no período de confinamento e que ainda se mantém.

Com recurso a três viaturas e três funcionários, foi diariamente assegurado o transporte de 37 alunos dos mais variados locais do Concelho. Consistiam em alunos desde o pré-escolar ao 3.º ciclo, que reuniam condições para frequentar a escola de acolhimento e cujos encarregados de educação não conseguiam assegurar a sua deslocação.

Tratou-se de uma medida excecional, no âmbito dos transportes, uma vez que só existe escola de acolhimento na vila, e porque as operadoras de transportes não poderiam assegurar uma rede tão reduzida e tão dispersa geograficamente.

A partir de 15 de março, e previsivelmente até final do período letivo, ainda se mantêm os serviços de refeições e transportes para os alunos em escola de acolhimento, para o 2.º, 3.º Ciclos e Ensino Secundário, totalizando 74 refeições, sendo a distribuição ao domicílio assegurada, agora, por duas viaturas e quatro assistentes operacionais. Nesta fase, a confeção das refeições passou a ser efetuada pelo refeitório da Escola Básica e Secundária.


Câmara investiu 33 500 euros em ensino à distância

A Câmara do Cadaval garantiu também o apoio aos alunos que, permanecendo na sua habitação a frequentar o ensino à distância, não tinham condições técnicas para acompanhar as aulas. Deste modo, substituindo-se ao Ministério da Educação, a autarquia adquiriu, neste segundo confinamento, mais 30 tablets e disponibilizou 105 acessos de internet.

Estes novos equipamentos vieram juntar-se aos 143 tablets e 100 acessos de Internet comprados em março de 2020.

Este investimento, que totaliza cerca de 33 500 euros, permitiu disponibilizar, aos alunos que manifestaram antecipadamente essa necessidade, meios de acesso para um ensino à distância de qualidade.

Garantir a igualdade de acesso à educação é o que está na base da implementação destas medidas, continuando o Município, todos os dias, a trabalhar para dar resposta às necessidades dos alunos do concelho.


PUB.


30 visualizações0 comentário