• comercioenoticias

CÂMARA DE RIO MAIOR ASSINA DESPACHO QUE PROÍBE ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS ABRIREM MAIS CEDO


Filipe Santana Dias, Presidente da Câmara Municipal de Rio Maior, assinou ao início da tarde desta quinta-feira, 12 de novembro, um despacho que determina que os estabelecimentos comerciais do concelho de Rio Maior, deverão respeitar os horários de abertura que atualmente se encontram a praticar, não sendo permitido iniciar a sua atividade mais cedo do que o horário habitual.

Saliente-se que esta medida surge após as lojas Pingo Doce, pertencentes ao Grupo Jerónimo Martins, terem anunciado que estariam abertas nos próximos sábado e domingo, 14 e 15 de novembro, entre as 06h30 e as 22h00.

Recorde-se ainda que concelho de Rio Maior está entre os 121 concelhos considerados de maior risco de contágio, sendo que na cidade existem duas lojas Pingo Doce (Taipas e Espadanal).

No despacho assinado por Filipe Santana Dias é determinado que “os estabelecimentos comerciais do concelho de Rio Maior deverão respeitar os horários de abertura que atualmente se encontram a praticar, não sendo permitido iniciar a sua atividade mais cedo do que o horário habitual”.

Neste despacho é ainda determinado que “aos horários de encerramento dos referidos estabelecimentos comerciais, aplicam-se os limites máximos decorrentes das normas aplicáveis por força do Estado de Emergência em vigor”.


PUB.


Em declarações ontem ao Comércio & Notícias, o Presidente da Câmara de Rio Maior referiu que “não faz sentido pedirmos ao proprietário de um restaurante que feche a porta do seu estabelecimento, ou que veja os seus clientes impedidos de o frequentarem, e ao mesmo tempo permitir aos grandes grupos, que supostamente terão outra capacidade de resiliência financeira, que continuem a trabalhar e que ainda alarguem os seus horários”.

Filipe Santana Dias salientou ainda que “Rio Maior, é de todos e para todos!”.


PUB.


5,952 visualizações

1/9

1/9

1/8

1/6

onde comer

Periodicidade: Diária

11/28/2020

coronavirus.jpg
bannered.png

©2020 por Comércio & Notícias