• comercioenoticias

BASE MILITAR DA OTA RECEBEU 169 REFUGIADOS, A MAIORIA DELES INFETADOS COM COVID-19


O Centro de Formação Militar e Técnica da Força Aérea Portuguesa (CFMTFA), na freguesia de Ota, concelho de Alenquer, recebeu na última segunda-feira, 20 de abril, 169 refugiados e requerentes de asilo que ocupavam um hostel, na Rua Morais Soares, em Lisboa.

Dos 169 indivíduos, 136 testaram positivo ao novo coronavírus (SARS-CoV-2), 26 testaram negativo e sete dos resultados foram inconclusivos.

Ciente de que esta situação causou algum alarme social, o município de Alenquer elaborou um comunicado, onde manifesta a sua total confiança no dispositivo instalado na antiga BA2, cuja segurança está a ser assegurada por elementos da Polícia da Força Aérea, reforçado por elementos da Polícia do Exército e da Marinha.


PUB.


Isso mesmo foi constatado na manhã de ontem com a visita às instalações de uma comitiva multidisciplinar, militar e civil, na qual estavam incluídos o ministro da Defesa, João Cravinho, o Chefe do Estado-Maior da Força Aérea, General Joaquim Borrego, a secretária de Estado para a Integração e das Migrações, Cláudia Pereira, bem como o presidente da Câmara Municipal de Alenquer, Pedro Folgado, entre outros.

Esta visita teve como objetivo a realização de um briefing relativo à receção e ao acomodamento destas 169 pessoas na Base Militar.

Foram também discutidos todos os procedimentos adotados e a adotar enquanto durar a permanência da quarentena na Base.

O ministro da Defesa e o Chefe do Estado-Maior da Força Aérea, reafirmaram estar totalmente garantida a segurança de todos os envolvidos nesta operação.


PUB.


0 visualização

1/9

1/9

1/7

onde comer

1/6

Periodicidade: Diária

8/15/2020

coronavirus.jpg
bannered.png

©2020 por Comércio & Notícias