• comercioenoticias

ALCOBAÇA: PRISÃO PREVENTIVA PARA REINCIDENTE EM VIOLÊNCIA DOMÉSTICA


O Ministério Público da secção de Alcobaça (secção de violência doméstica) do DIAP de Leiria apresentou a primeiro interrogatório judicial, no dia 22 de janeiro, um homem de 47 anos de idade, indiciado da prática de um crime de violência doméstica agravada, cometido sobre a sua mulher.

O Tribunal considerou fortemente indiciado que o arguido, entre dezembro de 2020 e 15 de janeiro de 2021, molestou física, verbal e psicologicamente a vítima, quando se encontrava sob o efeito do álcool, insultando-a, ameaçando-a, encostando-lhe uma navalha ao pescoço e empurrando-a contra uma parede, na residência onde ambos habitavam.

O arguido já havia sido anteriormente condenado pelo crime de violência doméstica, cometido contra a mesma vítima, por sentença transitada em julgado a 21 de dezembro de 2020, na pena de 3 anos de prisão, suspensa na sua execução por igual período de tempo, subordinada a regime de prova.


PUB.


Na sequência de promoção do Ministério Público, o Tribunal determinou que o arguido aguardasse os ulteriores termos do processo em prisão preventiva.

A investigação é dirigida pelo Ministério Público da secção de violência doméstica da Unidade Local de Alcobaça do DIAP da Comarca de Leiria, com a coadjuvação da PSP da Esquadra da Nazaré.


PUB.


67 visualizações0 comentário

1/8

1/8

1/6

1/7

1/6

onde comer

Periodicidade: Diária

3/9/2021

coronavirus.jpg
bannered.png

©2021 por Comércio & Notícias