Periodicidade: Diária

12/3/2022

  • comercioenoticias

A UNIVERSIDADE SÉNIOR DE RIO MAIOR FAZ 15 ANOS!


Por João Maurício

No início de um novo ano letivo, recordamos, numa breve crónica, o percurso da Universidade Sénior de Rio Maior (U.S.R.M.).

A 12 de dezembro de 2007, a Universidade Sénior de Rio Maior abriu as suas portas à comunidade sénior. Quinze anos depois, continua bem viva e ativa.

Nesta hora, por ser justo e verdadeiro, deixamos aqui o nome de quatro figuras que estiveram na sua origem: os Drs. Silvino Sequeira e Calado da Maia, e as Professoras. Ana Cristina Silva e Bernardete Maurício.

É um lugar comum, mas é uma grande verdade, afirmar que as universidades seniores surgiram com a intenção de proporcionar uma melhoria na qualidade de vida da população sénior: vieram preencher uma lacuna que existia na nossa vida coletiva.

Dinamizar atividades sociais, culturais e educativas, são os seus “faróis”, assim como quebrar a rotina das pessoas que, devido ao seu grau etário, estavam muito isoladas.

Nesta hora, deixamos uma nota positiva sobre a Professora Eugénia Reis, atual diretora que tem levado “o barco a bom porto”.

Durante estes quinze anos, a U.S.R.M. foi um ponto de encontro de educação não formal. Foram inúmeras as festas e eventos culturais que se realizaram, nomeadamente no Natal, Carnaval, e Fim de Ano. Por cá passaram grandes figuras que vieram dar conferências e participar em debates. Ao acaso, cito a jornalista Margarida Pinto Correia e a escritora Rita Ferro, Isabel Damasceno (Presidente da Câmara de Leiria), o Padre Victor Melícias o Juiz Laborinho Lúcio, e tantos outros.

Recordo as viagens feitas pela instituição à Bélgica, Áustria, Inglaterra, Turquia, Lituânia, Polónia, República Checa, Irlanda e aos Açores. Destaco os encontros com várias universidades seniores do Oeste, entre as quais Marinha Grande e Torres Vedras.

Abundam, também, as visitas de estudo, nomeadamente: Fátima, Convento de S. Francisco e Museu Diocesano, em Santarém, Palácio Ducal, em Vila Viçosa, Santuário da Nazaré, o Passeio no Douro, os Jardins de Serralves e o Palácio da Bolsa, no Porto, Museu Machado de Castro e Biblioteca Joanina, em Coimbra, Museu José Malhoa, nas Caldas da Rainha, museus do Traje, do Azulejo e Igreja de São Domingos, em Lisboa, a Cidadela de Cascais e Braga.

Lembramos, ainda, as inúmeras peças de teatro, espetáculo de circo e música, no Politeama, S. Carlos, Coliseu, no Trindade, no Villaret, em Lisboa, e no teatro de Leiria.

Salientamos, também, as atuações das turmas da Tuna e do Canto, em vários encontros musicais, quer nas instituições do concelho e terras vizinhas.

Quanto às disciplinas ministradas, é longa a lista: História de Portugal e História de Arte, Língua Portuguesa e Literatura Portuguesa, Psicologia e Geografia, Inglês e Italiano, Francês e Cultura Bíblica, Pintura e Bordados, Ginástica, nas várias vertentes e Natação, Hortofloricultura e Música, nas suas variantes.


PUB.


A U.S.R.M. resulta de uma parceria entre a Câmara Municipal e a Santa Casa da Misericórdia.

Por último e igualmente importante, são os Professores/Formadores que, de modo gratuito, passam umas horas de franco convívio, trocando experiências muito frutuosas, com os seus alunos. É muito enriquecedor para toda a comunidade escolar, professores, alunos e funcionários, sempre muito colaborantes.

Temos a certeza de que a Universidade Sénior vai continuar a cumprir a sua missão: estar ao lado da população sénior riomaiorense.

Nota final – deixamos aqui uma referência às últimas atividades em que as turmas da Tuna e do Canto da USRM participaram. Refiro-me ao Projeto Coros e Criação Contemporânea, (integrado na Programação em Rede da Comunidade Intermunicipal da Lezíria e Médio Tejo) que constou de vários concertos. O primeiro teve lugar a 2 de outubro, na Igreja Paroquial do Cartaxo; seguem-se a 5 de outubro, na Igreja Paroquial de Alpiarça; a 8 de outubro, na Igreja de São João Batista, em Coruche; a 15 de outubro, que se realizará na Igreja da Misericórdia de Rio Maior. Este projeto foi coordenado pelo maestro Nuno Costa que fez a sua formação na Itália, Holanda e Suíça e o doutoramento na Universidade do Minho. Tem obras publicadas e algumas têm sido apresentadas em vários locais com o Coliseu do Porto, a Fundação Calouste Gulbenkian, a Bienal de Veneza, o Festival de Música de França, entre outros.

A USRM (turmas da Tuna e do Canto) participou, ainda, num concerto sui generis “, Música Tradicional Portuguesa” levado a cabo pelo grupo “Segue-me à Capela” que teve lugar no Cine Teatro de Rio Maior, no passado dia 1 de outubro. Este projeto “Cantar a Terra” tem, também, a chancela da Comunidade Intermunicipal da Lezíria e Médio Tejo, com o apoio da União Europeia.


PUB.



145 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/5

press to zoom
Lino Martins - site
Lino Martins - site

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/7

onde comer

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/9
telefonesuteis.jpg

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/9

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/9
bannered.png
314012987_493269782858541_8091892627052110800_n.jpg
Gina Morais.png
RIOGRAFICA.jpg