• comercioenoticias

39 ANOS APÓS A SUA MORTE SÁ CARNEIRO CONTINUA A SER RECORDADO EM RIO MAIOR


A Concelhia de Rio Maior do Partido Social Democrata (PSD) assinalou esta quarta-feira, 4 de dezembro, os 39 anos passados sobre o trágico desaparecimento de Francisco Sá Carneiro, estadista ímpar e Fundador do PPD/PSD.

Em Rio Maior, na rotunda que lhe dá o nome e onde se encontra um busto de Francisco Sá Carneiro, os militantes locais do PSD, à semelhança do que acontece anualmente nesta data, procederam à deposição de uma coroa de flores, cumprindo seguidamente um minuto de silêncio em sua memória.

Francisco Sá Carneiro faleceu na noite de 4 de dezembro de 1980, em circunstâncias nunca completamente esclarecidas, quando o avião no qual seguia se despenhou em Camarate, pouco depois da descolagem do aeroporto de Lisboa, quando se dirigia ao Porto para participar num comício de apoio ao candidato presidencial da coligação, o General António Soares Carneiro. Juntamente com ele faleceu o Ministro da Defesa, o democrata-cristão Adelino Amaro da Costa, bem como a sua companheira Snu Abecassis, o seu Chefe de Gabinete, António Patrício Gouveia, o piloto e o copiloto.

Sá Carneiro era na altura o Primeiro Ministro de Portugal, cargo que desempenhava há menos de um ano.

336 visualizações

1/9

1/10

1/7

1/8

1/9

onde comer

1/5

Periodicidade: Diária

9/18/2020

coronavirus.jpg
bannered.png

©2020 por Comércio & Notícias