Periodicidade: Diária

1/25/2022

img_900x561$2022_01_05_18_01_41_419627.jpg
file.jpg
carrosvenda.jpg
coronavirus.jpg

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8
186995094_4273832232648682_1207759401763625816_n.jpg

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8
271285457_191394259820427_80059697206107875_n.jpg
860573_294273384034558_663565030_o.jpg
Lino Martins - site
Lino Martins - site

press to zoom
Bicharada - Site
Bicharada - Site

press to zoom

press to zoom
Lino Martins - site
Lino Martins - site

press to zoom
1/9

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/9
bannered.png
NOVO SANTA CASA - COVID.jpg
Gina Morais.png
RIOGRAFICA.jpg

onde comer

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/9
telefonesuteis.jpg
  • comercioenoticias

As apostas desportivas nos últimos anos têm sido vistas com cada vez mais importância à escala mundial. E em Portugal não é exceção, temos vivido uma grande “obra prima” monetária no que diz respeito à capacidade do futebol em mostrar que é o desporto rei, também na economia.

Acontece que aliado ao desporto estão sempre as apostas desportivas, porque quanto melhor e maior o desporto, mais hipóteses temos de apostar e ganhar. E isso é possível ser feito de forma muito tranquila e enriquecedora.

O futebol a contribuir para o PIB

Pelo que pode ser lido no Anuário do Futebol Português da época 2019/20, o futebol Português teve um forte impacto no PIB, tendo gerado 750 milhões de euros num ano particularmente difícil. Deste valor, 494 milhões contribuíram diretamente para o PIB português, sendo que totaliza cerca de 0,26% do PIB num único desporto.

Não estamos a falar de qualquer outro desporto, mas sim apenas no futebol.

Como podem as apostas on-line beneficiar deste facto?

Para se fazer uma aposta on-line em casas como a Betway, é necessário também podermos contar com uma estabilidade financeira do futebol. A situação da nossa economia embora não seja a melhor, permite-nos ainda assim ter um futebol estável, com os clubes a terem um forte impacto na vida dos Portugueses. E por isso, fazer apostas on-line é o culminar de um apoio à equipa que nós queremos apoiar.

Existem dois tipos de pessoas que fazem apostas on-line: as pessoas que acreditam no seu clube, e as pessoas que ganham dinheiro com as apostas on-line.

Para o primeiro conjunto de pessoas, aquelas que fazem tudo pelo amor à camisola, é normal que as apostas on-line se mantenham exatamente como estão ao longo dos anos, uma vez que só apostam na equipa de qual gostam.

No entanto, para aquelas pessoas que fazem das apostas on-line um modo de vida, é possível que tenham obtido mais rendimentos nos últimos anos, uma vez que as casas de apostas são mais, os bónus também são maiores, e desde há cerca de uma década a esta parte esta é uma atividade completamente legal em Portugal.

Como fazer apostas on-line

A Betway é uma das mais antigas casas de apostas, que têm bastante experiência e também uma interface muito simples para fazer a sua aposta em poucos segundos.

Para fazer uma aposta, basta ter mais de 18 anos de idade e um computador ou até um telemóvel. A partir daí, é possível estudar como as apostas são feitas, e também receber um bónus de boas vindas quando se registam na maioria das casas de apostas.

Este bónus serve precisamente para saber como funciona o serviço, e até fazer algumas apostas com um risco bastante reduzido. Desta forma, conseguimos potencializar melhor o jogo, e assim conseguir um melhor resultado.

Existem ainda as apostas múltiplas, que são apostas podem ser feitas em mais do que um jogo ao mesmo tempo. É possível também apostar em outros mercados fora do futebol, como por exemplo hóquei no gelo, e também outros países como qualquer país da Europa ou nos Estados Unidos.

23 visualizações0 comentário

O protocolo de colaboração assinado a semana passada entre o Município de Peniche e o Alto Comissariado para as Migrações vem implementar o projeto-piloto "Integrar Valoriza", com o objetivo de reforçar as políticas de acolhimento e da integração de migrantes através de uma abordagem transversal, intersetorial e interconcelhia de várias áreas governativas.

A rede de municípios criada no âmbito do protocolo permite o desenvolvimento de políticas de acolhimento e a integração de pessoas imigrantes privilegiando uma abordagem intersetorial e interconcelhia.

A ações previstas no âmbito do protocolo complementam algumas das respostas já existentes no concelho, nomeadamente o Centro Local de Apoio à Integração de Migrantes (CLAIM) e a Estratégia Local de Habitação.

A execução passa pelo desenvolvimento articulado de programas de integração de pessoas imigrantes que garantem a resposta integrada dos diferentes serviços públicos em municípios com elevada procura por parte da imigração.


PUB.


No concelho de Peniche, os setores frutícola, hortícola, pesqueiro, turístico, entre outros, contam com mão-de-obra não nacional, o que implica uma coordenação para a implementação de políticas de integração de pessoas imigrantes, com vista a prevenir e combater a imigração irregular e a exploração laboral.

Entre os objetivos do projeto-piloto destacam-se: garantir o acolhimento e a integração da população imigrante residente no território, melhorando as respostas dos serviços públicos a nível local; fortalecer a capacidade de adaptação à diversidade por parte da sociedade de acolhimento; estimular a cooperação a nível municipal entre autoridades públicas, empresas, sociedade civil e associações de pessoas imigrantes, promovendo a articulação do projeto-piloto com os instrumentos de planeamento locais, aprovados pelos Conselhos Locais de Ação Social da Rede Social; e criar sinergias que permitam agir rapidamente em contextos de crise, nomeadamente pandémica, e mitigar o seu impacto.

Para o Presidente da Câmara Municipal de Peniche Henrique Bertino, "as políticas locais de integração são um importante fator de desenvolvimento económico e social, contribuindo simultaneamente para promover a qualidade de vida das pessoas".


PUB.



24 visualizações0 comentário
  • comercioenoticias

Faleceu na Unidade de Cuidados Continuados "Olhar Atento" a Sra. D. Idália Soares Marques Ribeiro, com 70 anos.

Era natural da freguesia de Corte do Pinto, concelho de Mértola, e residente em Rua da Paz, Rio Maior.

Era viúva do Sr. Abílio Augusto Ribeiro .

Velório restrito a 10 pessoas em simultâneo na Capela da Misericórdia de Rio Maior a partir das 10:30 horas de Terça-feira .

A Cerimónia fúnebre realiza-se Terça-feira, 25 de Janeiro de 2022, às 15:30 horas, na Igreja da Misericórdia de Rio Maior, seguindo para o Cemitério de Rio Maior, Concelho de Rio Maior.

A família cumpre o dever de agradecer, a todas as pessoas que acompanharem, o seu ente querido à sua última morada.

Medidas de Prevenção Covid-19: Recomendamos que sejam cumpridas as regras de segurança nomeadamente o uso máscara e o distanciamento social.

1,994 visualizações0 comentário