Periodicidade: Diária

5/29/2020

1/10

1/9
98441382_2636934726577165_91193342881295

1/9
transferir.jpg

onde comer

bannered.png
  • comercioenoticias

Portugal já não se encontra no Estado de Emergência, mas sim no Estado de Calamidade. A partir do início deste Estado, diversas medidas foram implementadas, mas a mensagem para os portugueses continua a ser o incentivo para que fiquem em casa.

Enquanto alguns portugueses voltam à sua vida normal, tendo em conta as medidas de segurança, outros continuam a trabalhar a partir de casa e a limitar as suas saídas apenas ao essencial.

Se este for o seu caso, deixamos algumas dicas para que possa manter – ou até melhorar – o seu estilo de vida enquanto se encontra em casa.


1. Mantenha a sua rotina e crie bons limites

Se continua em casa, seja porque a sua empresa não abriu ou porque está a trabalhar em casa, deve tentar manter a sua rotina.

Tenha um horário de acordar e um horário de dormir, não trabalhe mais horas do que as que trabalharia anteriormente e tire períodos de lazer e descanso. Caso os seus filhos estejam em casa consigo, tente manter a rotina dos mesmos também.

Criar limites é importante para manter a sua saúde mental. Por exemplo, se saía às 17 horas do trabalho, às 17 horas deve desligar o computador. Adicionar mais uns minutos todos os dias pode resultar em cansaço excessivo.


2. A alimentação não deve falhar: consuma as vitaminas necessárias

Durante a quarentena, muitos portugueses incentivaram a manutenção de uma alimentação correta. Se você continua em casa, tenha este cuidado. Essencialmente, faça o número de refeições necessárias e inclua muitos legumes e fruta.

Lembre-se que as vitaminas têm um papel importante no nosso organismo. E se antes, por exemplo, estávamos expostos à vitamina D com o sol, agora temos de equilibrar com alimentos ou suplementos, se for necessário.

Se comprar suplementos, compre em lojas de confiança, como a Holyart.pt. Esta loja online tem diversos remédios naturais criados pelos monges dos mosteiros italianos, usando apenas ingredientes naturais e técnicas antigas.

Não se esqueça, também, de beber uma média de 2 litros de água por dia, principalmente durante estes dias de maior calor.


3. Não descuide do exercício físico

Durante a quarentena foi fácil descuidar do exercício físico, mas agora a rotina está a voltar ao normal, portanto voltar à atividade física é importante.

Tem diversas opções disponíveis que o ajudam a manter a atividade física na sua rotina. Pode dar um passeio a pé, mantendo as condições de segurança, ou fazer exercício em casa.

Existem diversas aplicações, programas de exercício – alguns de ginásios – e vídeos no Youtube para os que pretendem manter um treino dentro de casa. Desde que a motivação esteja presente, conteúdo não lhe falta.


4. Cuide da sua saúde mental

Para todos os que continuam a trabalhar a partir de casa, já passaram dois meses e meio. Todo este tempo em casa, se não for comum, é uma mudança drástica e pode ter consequências a nível mental.

Sendo assim, caso queira continuar em casa, o que pode fazer para minimizar os efeitos?

Um dos primeiros conselhos que temos para lhe dar é, como referimos acima, manter a atividade física. Se possível, dê um passeio fora de casa com todos os cuidados de segurança e durante uma hora pouco movimentada.

O segundo conselho que lhe damos é manter uma conexão com amigos e familiares. Use o Skype ou ligue por chamada telefónica, o importante é manter um momento de socialização. Claro que se viver com outras pessoas, a situação está mais favorável.

Por último, tire tempo para cuidar de si. Pode aproveitar para meditar ou ler um pouco.


5. Aproveite o tempo extra

Trabalhando em casa, ganha horas extra no seu dia. Se demorava 30 minutos a chegar ao seu local de trabalho, tem uma hora extra para si todos os dias a partir de agora. Como vai aproveitar essa hora extra?

Esta é uma excelente oportunidade para aprender uma habilidade nova, começar o negócio em que sempre quis investir ou apenas tirar algum tempo para si próprio e relaxar. Caso tenha filhos, pode passar mais tempo com os mais novos.


Os deputados do PSD pediram esclarecimentos ao Governo sobre o cumprimento das normas da Direção-Geral de Saúde para os reclusos que estão a regressar aos estabelecimentos prisionais.

Numa pergunta formulada esta quinta-feira, 28 de maio, dirigida à ministra da Justiça, os deputados social-democratas citam denúncias feitas pelas Sindicato Nacional do Corpo da Guarda Prisional, segundo as quais, “não estarão a ser cumpridas no Estabelecimento Prisional de Vale de Judeus”, na freguesia de Alcoentre, concelho de Azambuja, as normas de segurança “relativamente aos reclusos que voltam de licença de saída”.

“De acordo com as notícias, este Sindicato terá ontem enviado um ofício à Inspetora-Geral da Autoridade para as Condições de Trabalho e para a Presidente da Comissão Nacional de Proteção de Dados a explicar como em Vale de Judeus estão ‘a lidar com o cumprimento das normas [da Direção-Geral da Saúde] relativamente aos reclusos que regressam de precária e o isolamento destes’ para evitar o contágio, tendo sido dado como exemplo o caso de um recluso de Vale de Judeus que regressou de precária em 9 de maio, sem ser testado, e que quatro dias depois começou a apresentar sintomas, mas que ‘durante o período de quarentena, entre 13 e 19 de maio, esteve em contacto com outros reclusos e guardas prisionais pelo menos no recreio a céu aberto’”, referem.


PUB.


Para o PSD, esta situação vem reforçar a preocupação manifestada sobre “o que se está a passar com os reclusos que regressam aos Estabelecimentos Prisionais no fim do gozo das licenças de saída que lhes foram concedidas, suscitando a necessidade de garantir que são cumpridas, de forma rigorosa, todas as medidas de proteção recomendadas pela autoridade de saúde que impeçam a infeção por Covid-19 de se propagar em meio prisional, devendo mesmo ser nomeadamente equacionada a realização de testes de despiste/deteção da Covid-19 a todos os reclusos que ingressam ou reingressam no sistema prisional”.

Os Deputados do PSD apresentam à Ministra da Justiça as seguintes perguntas:

1. Confirma, e porquê, que no Estabelecimento Prisional de Vale de Judeus não estarão a ser cumpridos todos os procedimentos de segurança e proteção para evitar o risco da propagação, por contágio, do coronavírus SARS-CoV-2 e da doença covid-19 em relação aos reclusos que reingressam à cadeia no fim do gozo das licenças de saída que lhes foram concedidas?

2. Que medidas estão a ter tomadas para garantir que os reclusos desse estabelecimento prisional que estejam sujeitos a quarentena não tenham contacto com outros reclusos ou guardas prisionais?

3. Pode o Governo garantir que o problema denunciado pelo Sindicato Nacional do Corpo da Guarda Prisional em relação ao Estabelecimento Prisional de Vale de Judeus não se verifica noutras cadeias portuguesas?


PUB.



Seguindo as orientações da Direção Geral da Saúde, a Câmara Municipal de Constância, em parceria com as Juntas de Freguesia, deu início esta quinta-feira, 28 de maio, à distribuição de máscaras comunitárias a toda a população daquele concelho.

Disponíveis nas três freguesias do concelho as máscaras deverão ser levantas, nos dias úteis, nos seguintes locais e horários:

Constância – Piscina Municipal, das 09h00 às 12h00; Montalvo – Junta de Freguesia, das 08h30 às 12h30; Santa Margarida da Coutada – Junta de Freguesia, das 10h00 às 13h00 e das 15h00 às 17h00.

As máscaras comunitárias (reutilizáveis) vão ser distribuídas do seguinte modo:

• Cada munícipe tem direito a uma máscara;

• Deve estar recenseado ou ser residente no concelho de Constância;

• Deve apresentar um documento de identificação ou comprovativo de residência no ato de levantamento da máscara;

• Cada habitante deve dirigir-se ao local de entrega da sua freguesia;

• Para evitar aglomerações ou auxiliar pessoas com dificuldades na deslocação, pode proceder-se ao levantamento de máscara para outros munícipes desde que apresentem o respetivo documento de identificação ou comprovativo de residência.


PUB.


Apelando para que toda a população cumpra as orientações da Direção Geral de Saúde, com a distribuição das máscaras comunitárias a Câmara Municipal de Constância visa acautelar as pessoas com meios de proteção adequados, no sentido de evitar a propagação do vírus, durante a reabertura progressiva do comércio e dos serviços.


PUB.


©2020 por Comércio & Notícias