Periodicidade: Diária

11/24/2020

coronavirus.jpg

1/9

1/9

1/8

1/7

onde comer

bannered.png

Militares da GNR do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Caldas da Rainha realizaram hoje, 24 de novembro, ações de fiscalização direcionadas ao caravanismo e campismo ilegal, bem como para a circulação de veículos motorizados na orla costeira, nos concelhos de Peniche e Óbidos.

No decorrer das ações foram fiscalizadas 22 pessoas, tendo sido detetado 13 infrações por caravanismo e campismo ocasional fora dos locais destinados para o efeito, cuja coima poderá atingir os 200 euros.

Foram também detetadas nove infrações por estacionamento em zona de dunas, arribas e praias, cuja coima poderá atingir os 250 euros.


PUB.


Os autos de contraordenação foram remetidos às entidades administrativas competentes.

Segundo a GNR o campismo e caravanismo selvagem é um problema identificado e que leva a uma ocupação excessiva e desordenada de espaços públicos, zonas costeiras e áreas classificadas por autocaravanas e similares, com consequências negativas na paisagem, no ambiente, no ordenamento do território e na saúde pública.


PUB.



Uma violenta discussão terminou de forma trágica no interior de uma autocaravana, estacionada no Cabo Carvoeiro, em Peniche, onde há registo de uma vítima mortal e um ferido grave.

O alerta foi dado por populares, às 10h32 da manhã desta terça-feira, 24 de novembro. As autoridades acreditam trata-se de um homicídio seguido de uma tentativa de suicídio.

Segundo informação do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Leiria trata-se de um homem e uma mulher, que serão eventualmente marido e mulher, mas desconhece-se ainda as suas identidades.


PUB.


Envolvidos no socorro estão os Bombeiros Voluntários de Peniche, uma equipa médica da VMER do Centro Hospitalar do Oeste, de Caldas da Rainha, e a PSP local.

Entretanto, foi também já acionado um helicóptero do INEM que irá helitransportar o ferido grave para uma unidade hospitalar da capital.


PUB.



O Município de Santarém solicitou um estudo de avaliação do estado fitossanitário de 16 árvores, nos espaços verdes da Cidade, ao Laboratório de Patologia Vegetal Veríssimo de Almeida, do Instituto Superior de Agronomia. Feita a avaliação foi decidido abater cinco exemplares arbóreos de Tilia tomentosa, dois no Jardim das Portas do Sol, e três no Jardim da República, e plantar, no imediato, novos exemplares nos mesmos locais.


PUB.


A avaliação revelou que o mau estado fitossanitário destas árvores compromete a sua estabilidade mecânica, havendo risco de queda. Tendo em conta o grande porte destes exemplares e a zona onde se encontram, os trabalhos que arrancaram esta segunda-feira, 23 de novembro, devem prolongar-se por duas semanas, devido à necessidade do acompanhamento arqueológico.


PUB.


©2020 por Comércio & Notícias

Taska dos Amigos